Seja responsável. Beba com moderação. O slogan acompanha todos os anúncios a bebidas alcoólicas. A “moderação” é aconselhada para evitar acidentes de viação, por exemplo, mas será também aconselhada por uma questão de aspeto físico. A conclusão é de um estudo da Universidade de Bristol, no Reino Unido: beber um copo de vinho torna as pessoas mais atraentes. Mas beber mais do que um, tem o efeito contrário.

No estudo, citado pela Live Science, participaram 4o estudantes. Os investigadores fotografaram cada um deles sóbrio, depois de beber um copo de vinho e depois de beber dois copos de vinho. Cada um dos estudantes tinha de fazer uma expressão séria e neutra para a fotografia nas três fases para que, assim, pudessem ser analisadas as diferenças entre os três estados.

Depois, essas fotografias foram apreciadas por estudantes heterossexuais. Viram duas sequências: a fotografia da pessoa sóbria seguida da fotografia depois de beber um copo, e a fotografia da pessoa sóbria seguida da fotografia depois de beber dois copos.

Conclusão: os estudantes consideraram que, na primeira sequência, a foto mais atraente era aquela em que tinham bebido um copo. Mas na segunda sequência, os estudantes sentiram-se mais atraídos pela fotografia sóbria do que pela fotografia depois de beber dois copos.

Mas porque é que as pessoas ficam mais atraentes depois de beber um copo? Marcus Munafò, professor de biologia na Universidade de Bristol, tem uma explicação. “O facto de serem mais atraentes com um copo pode estar relacionado com a dilatação das pupilas (um traço que agrada habitualmente a quem vê) ou com o facto de os músculos estarem mais relaxados”, explica o professor.

Os investigadores acrescentam ainda que a ligeira rosácea nas bochechas também atrai a outra pessoa. As pessoas que consumiam um copo de vinho ficavam “com a tez ligeiramente rosada”. Esse tom rosado é atraente porque está relacionado com “uma boa saúde física”, conclui Marcus Munafò.