Rádio Observador

Economia

Guião para perceber o cenário macroeconómico do PS

Como compara o programa do PS com o da coligação? Que país dizem que vamos ter em 2019? Que riscos tem o documento socialista? E que surpresa? Quer saber em cada área o que propõe? Aqui está o guião.

Conheça as propostas da equipa de 12 economistas entregue a António Costa

Ilustração: Milton Cappelletti

Autores
  • David Dinis
  • Milton Cappelletti

São centenas, talvez milhares de propostas, as que o economista Mário Centeno entregou a António Costa. Todas juntas fazem a “alternativa” que o PS pode levar às próximas legislativas. A aposta clara é na dinamização da economia – e para isso põe em cima da mesa uma dupla redução (surpreendente) da polémica TSU, para as empresas e para os trabalhadores, já bastante criticada à esquerda e pela CGTP.

À direita, porém, o alvo da crítica é o número – ou antes, as contas: o PSD fala de um programa do “logo se vê”, o CDS quantificou em três mil milhões as necessidades orçamentais logo no primeiro ano orçamental da próxima legislatura. Sem dizer isso, a verdade é que o documento apresentado esta terça-feira assenta em objetivos menos intensos para o défice e dívida do que os do atual Governo, embora muito ambiciosos para a redução do desemprego e economia. E fica uma pergunta por responder, com estas contas que mostra: as boas notícias pagam-se com crescimento?

Seja como for, nesta altura já é possível começar a comparar fatualmente os programas de um lado e de outro (com as legislativas cada vez mais próximas). Se quiser saber onde estão mais próximos e onde mais de afastam o PS e o PSD/CDS, pode consultar aqui. Se preferir conhecer em grandes números como vai estar o país em 2019, nas visões da coligação e dos socialistas, este é o link certo.

Ao invés, se quiser conhecer mais em detalhe (mas de forma sintética) as propostas da equipa de 12 economistas entregue agora a António Costa, clique nos botões abaixo consoante os temas que forem do seu interesse.

impostos estado_social empresas
trabalhadores pensionistas educacao
admin_publica economia

Já agora, o documento integral está aqui.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)