459kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

O Theatro Circo faz um século de vida. Venham mais cem anos

Este artigo tem mais de 5 anos

Enquanto a Europa se debatia com a I Guerra Mundial, em Braga o dia 21 de abril de 1915 era de festa. No dia em que o Theatro Circo faz 100 anos, o Observador mostra um século de história em imagens.

18 fotos

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O Theatro Circo começou a ganhar forma na mente de um grupo de bracarenses por volta de 1906, ainda teatro se escrevia com h, de acordo com a “orthographia” da altura. A ideia cresceu e a sala de espetáculos abriu as portas a 21 de abril de 1915, na Avenida da Liberdade, em Braga, com cinco dias de comemorações. Para celebrar um século de portas abertas, a partir desta terça-feira há seis dias de festa.

A República não tinha ainda cinco anos de idade em Portugal. Os governos sucediam-se uns aos outros. Na Europa, a I Guerra Mundial ceifava vidas, portuguesas incluídas. Mas, entre 21 e 25 de abril de 1915, houve motivos para celebrar em Braga. Arraste o rato para a direita e para a esquerda para comparar o passado e o presente:

É que, até ali, a cidade minhota dispunha apenas de uma pequena sala para ver cinema e artes cénicas, onde as maiores companhias portuguesas não atuavam. Para o momento inaugural foi convidada a companhia do “Éden Teatro de Lisboa”, que, sob a direção de José Galhardo, apresentou a peça “A Rainha das Rosas”, com Palmira Bastos no papel principal. 100 anos depois, o Theatro Circo mantém-se como uma das principais salas de espetáculos da região Norte, com programação tão frequente quanto relevante.

Nos anos 20, o edifício foi sujeito às primeiras obras de ampliação da sala de espectáculos e de construção de novas dependências, designadamente do Salão Nobre. A história, que pode ser lida na página do Theatro Circo, recorda ainda que as obras foram executadas em parceria com a “Sociedade do Teatro Sá da Bandeira” e que foram acrescentadas 24 frisas e um balcão, pelo que foi necessário rebaixar o palco e a plateia. O século XXI começou com obras de recuperação no edifício, em que a Câmara Municipal de Braga e o Ministério da Cultura contaram com uma ajuda impossível no início do século XX – uma coisa chamada fundos comunitários.

A programação da semana de arranque do centenário do Theatro Circo, sob o lema “O Século do Theatro”, e a cargo de Paulo Brandão, começa com dose dupla de Rodrigo Leão, cujos concertos acontecem esta terça e quarta-feira, às 22h00, na sala principal. Na sexta-feira atuam os bracarenses At Freddy’s House e, depois, Cati Freitas. No sábado, Dia da Liberdade, há música dos Diabo na Cruz e dos Operativo Sem Calorias. Mais tarde, o GNRation marca presença com  DJ Firmeza e DJ Lilocox, com entrada livre.

Mas nem só de música se faz a programação. A exposição “O Século do Theatro“, cinema, poesia, um workshop de clown, espetáculos para crianças e famílias, visitas guiadas encenadas pelo edifício e até cortes de cabelo. Sim, isso mesmo. Na sexta-feira, 24 de abril, a Sala de Fumo do Theatro vai ser transformada numa “barbearia vintage”, onde Pedro Remy vai estar a fazer “O Corte do século“, a representar a arte de cortar cabelos. Quem quiser umas tesouradas não paga.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.