Os trabalhadores dos hipermercados e supermercados vão fazer greve no dia 1 de maio, em defesa de aumentos salariais e da melhoria das condições de trabalho, foi decidido, esta terça-feira, num encontro nacional de sindicalistas do setor.

A paralisação no Dia do Trabalhador é um dos pontos principais de uma resolução aprovada por mais uma centena de dirigentes e ativistas sindicais do setor da grande distribuição, que se reuniu em Lisboa para discutir a situação laboral e as propostas das empresas do ramo.