Há comida famosamente afrodisíaca. Alimentos frescos, como a fruta e os vegetais, dão energia e “levantam o espírito, o que ajuda a colocar-nos com disposição para o amor”, diz a nutricionista britânica Elouise Bauskis, que ajudou o Daily Mail a fazer uma lista de alimentos que, pelo contrário, podem influenciar negativamente o sexo.

Cachorros quentes e batatas fritas

Há poucas formas de tornar uma refeição de rulote num manjar sensual, mas nem é por isso que se devem evitar cachorros quentes e batatas fritas. É que quanto mais processada é a comida e maior o seu índice glicémico, pior: a energia é libertada rapidamente no nosso corpo e dura pouco — não é para maratonas, é para correr uns 100 metros. “Pior ainda se tiverem sido cozinhados em óleo de má qualidade, porque podem causar indigestão ou sensação de preguiça — tudo assassinos da libido”, avisa Bauskis.

Rebuçados de menta

Disfarçar o mau hálito com rebuçados ou pastilhas de menta pede que se cite Bocage: “pior a emenda que o soneto”. A menta destes doces reduz os níveis de testosterona e mascar pastilha elástica introduz ar no estômago e uma sensação de desconforto. A menta melhora a digestão, mas não a libido.

Brócolos

Comer brócolos regularmente tem efeitos positivos, em especial para a próstata e para doenças cardíacas. Ricos em fitoquímicos como o sulforafano ou o lndole-3-Carbinol (I3C), podem diminuir o excesso de estrogénio, diz a nutricionista. O problema é que contêm açúcares semelhantes aos do feijão, que por serem difíceis de digerir, obrigam o corpo a produzir as bactérias responsáveis pelos gases.

Carnes vermelhas

Depende da maneira como cada organismo reage à carne: a uns dá a sensação de vitalidade e energia, por causa dos níveis de ferro que ajudam a oxigenar o corpo, a outros, com sistemas digestivos menos robustos, dá facilmente uma sensação de enfartamento. E já se sabe: o que apetece nessas alturas é mesmo só dormir.

Tofu

Os vegetarianos que não se riam da letargia de quem acabou de comer um grande naco de carne mal passada. O tofu pode ser uma comida mais leve, mas é rico em fitoestrogénios — para simplificar, uma versão vegetal do estrogénio — que reduz os níveis de testosterona e portanto o desejo sexual.