As câmaras municipais de Almada, Seixal e Barreiro anunciaram esta quinta-feira o nome conjunto dos territórios a sul do rio Tejo que são geridos pela Baía do Tejo. “Lisbon South Bay” pretende “facilitar a promoção internacional dos parques industriais do Barreiro e Seixal, e a Cidade da Água projetada para os terrenos da antiga Margueira, em Almada”, como explica a empresa ao Público.

O nome foi criado depois de mil entrevistas a “entidades e pessoas da região” e toda a informação foi tratado com propósitos de marketing. O facto de estar em inglês pode ajudar a globalizar o projeto e “construir uma região de referência à escala internacional”, diz Jacinto Pereira ao jornal.

A população não teme perda de identidade, garantem os autarcas dos municípios em causa. O presidente da câmara de Almada chega mesmo a fazer uma comparação: “isto está como o Paracetamol para o Ben-U-Ron”, afirma Joaquim Judas. No Barreiro, a opinião é a mesma: de acordo com Carlos Humberto, esta é uma oportunidade de criação de trabalho que as populações não querem desperdiçar.