Pelo menos 20 pessoas morreram hoje num atentado à bomba nas instalações da administração local de Zaria, no norte da Nigéria, afirmou o governador do estado de Kaduna.

“Estou triste por um ataque terrorista à bomba ter matado 20 pessoas em Zaria”, indicou o governador Nasir Ahmad el-Rufai na rede social de mensagens curtas Twitter.

A explosão ocorreu cerca das 09h00 (a mesma hora em Lisboa), quando professores e outros funcionários se encontravam nas instalações, disse à agência France Presse um funcionário.

Embora não tenha reivindicado o ataque, o grupo radical islâmico nigeriano Boko Haram, muito ativo na região, é o principal suspeito.

El-Rufai, do Congresso Progressista (APC), o partido do presidente Muhammadu Buhari, aconselhou as pessoas da cidade de maioria muçulmana a estarem atentas e evitarem locais com muita gente nas próximas semanas.

“Apelamos às pessoas para darem informações sobre gente ou movimentos suspeitos aos agentes policiais, chefes tradicionais e líderes religiosos”, disse, adiantando que “o governo do estado de Kaduna está a trabalhar com as agências federais de segurança que estão a tomar medidas pró-ativas para neutralizar esses terroristas”.

Zaria, a 75 quilómetros a norte de Kaduna, capital do estado epónimo, já foi alvo de ataques do Boko Haram, que têm multiplicado as suas operações no norte da Nigéria nas últimas semanas.

Na segunda-feira à noite, uma rapariga de 13 anos morreu num atentado suicida falhado perto de uma grande mesquita de Kano, a cidade mais importante do norte da Nigéria, a 200 quilómetros a norte de Zaria.