Rádio Observador

Supervisão Bancária

CMVM vai inspecionar 12 instituições financeiras. Montepio está na lista

O Montepio vai ser inspecionado presencialmente pela CMVM, como avançou, esta tarde, o Sol. O supervisor da bolsa esclarece que se trata de uma ação anual programada e sem caráter extraordinário.

Estão programadas 12 ações de supervisão a intermediários financeiros este ano

Inacio Rosa/LUSA

O Montepio vai ser inspecionado pela Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), de acordo com a notícia avançada, esta tarde, pela edição online do jornal Sol, e confirmada pela própria CMVM. Em comunicado, o supervisor da bolsa avançou que estão programadas 12 ações de supervisão a intermediários financeiros este ano.

Em reação às notícias que foram sendo publicadas ao longo da tarde de hoje, a CMVM explicou que “estabelece anualmente um plano programado de ações de supervisão presencial a intermediários financeiros”, acrescentando que “a ação de supervisão presencial agora noticiada enquadra-se numa dessas ações anuais programadas e sem caráter extraordinário”.

Essa supervisão das atividades de intermediação financeira pode ser presencial (decorrendo nas instalações dos intermediários financeiros) ou à distância (ações temáticas que têm por base a análise de informação que os intermediários financeiros reportam à CMVM).

Em 2014, a CMVM realizou 18 ações de supervisão presencial, constando do plano para este ano pelo menos 12 ações desse tipo”, concluiu o supervisor da bolsa, em comunicado.

O Sol adiantou, esta quinta-feira, que, no caso do Montepio, o regulador quer avaliar os sistemas de prevenção de branqueamento de capitais e financiamento ao terrorismo.

No oficio enviado à instituição bancária, a que este jornal teve acesso, o supervisor esclarece que a supervisão irá incidir sobre os sistemas de controlo interno, a prevenção do branqueamento de capitais e financiamento ao terrorismo, o conflito de interesse, a avaliação do caráter adequado das operações, a consultoria para investimento (serviço prestado ao Montepio Geral – Associação Mutualista), a informação pré-contratual a investidores, a categorização de clientes, a informação sobre o serviço prestado, a salvaguarda dos instrumentos financeiros de clientes, a receção e transmissão de ordens e a colação em ofertas públicas.

Algumas dessas áreas já foram alvo de inspeção na auditoria especial realizada pelo Banco de Portugal ao Montepio.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)