437kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Terão os "Anonymous" hackeado a Bolsa de NY? Ou foi só coincidência?

Este artigo tem mais de 5 anos

O grupo ativista "Anonymous" poderá estar por detrás da falha técnica que levou à suspensão da bolsa de Nova Iorque, esta quarta-feira, por mais de três horas.

A bolsa de Nova Iorque esteve suspensa por mais de três horas, a mais longa paragem dos últimos três anos
i

A bolsa de Nova Iorque esteve suspensa por mais de três horas, a mais longa paragem dos últimos três anos

Getty Images

A bolsa de Nova Iorque esteve suspensa por mais de três horas, a mais longa paragem dos últimos três anos

Getty Images

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Em Wall Street, o dia estava prestes a começar e nada fazia prever o que se viria a passar a seguir durante a manhã de quarta-feira, 8 de julho — ou melhor, quase nada. A abertura das principais bolsas norte-americanas decorreu de forma aparentemente normal, por volta das 9h30. No entanto, uma delas viria a experienciar problemas informáticos. Às 11h32, a negociação de títulos da bolsa de Nova Iorque — New York Stock Exchange (NYSE) — foi suspensa e as transações só foram retomadas mais de três horas depois, sendo esta a maior paragem dos últimos três anos.

Mas voltemos um pouco atrás no tempo, até ao dia anterior, 7 de julho. Passavam 45 minutos das oito da noite em Lisboa — cerca de 12 horas antes da suspensão da bolsa — quando uma das principais contas do grupo “Anonymous” no Twitter partilhava a seguinte mensagem na rede social: “Pergunto-me se amanhã vai ser um dia mau para Wall Street… só podemos esperar.”

Nada relaciona diretamente este tweet com o que se passou na NYSE quarta-feira, até porque os responsáveis da bolsa nova-iorquina descartaram totalmente a hipótese de ataque informático, responsabilizando antes um “erro interno” pela suspensão das negociações de títulos. Aliás, segundo a revista Time, terá existido um pré-aviso às empresas e principais investidores de que algum software antigo iria ser substituído por novos programas, não havendo, para já, qualquer confirmação oficial.

Ainda assim, a publicação da conta @YourAnonNews — seguida por mais de um milhão e meio de pessoas — fez buzz na imprensa internacional, merecendo referências no jornal britânico The Independent, no USA Today e até na própria Time, que acrescenta que o caso poderá tratar-se de uma mera “coincidência”.

A manhã desta quarta-feira ficou também marcada por um outro erro informático nos sistemas da United Airlines. Os aviões da companhia aérea ficaram por terra, devido a um “problema técnico” na “rede de ligação”, que acabou por atrasar voos não só nos Estados Unidos da América como um pouco por todo o mundo.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.