Geometria (42%), gramática (42%) e álgebra (49%) foram os domínios onde os alunos do 9.º ano pontuaram pior nas provas finais de matemática e português, tendo mesmo baixado as médias nestes domínios face a 2014, de acordo com os dados divulgados, esta quinta-feira, pelo Instituto de Avaliação Educativa (IAVE).

A matemática os alunos pioraram em praticamente todos os domínios, quando comparado com o ano de 2014. Só mesmo a números e operações obtiveram uma média ligeiramente superior (55%) ao ano passado (51%). Mas foi a geometria (42%) e a álgebra (49%) que os estudantes pontuaram pior.

Já na prova final de português os alunos melhoraram a média a leitura em sete pontos percentuais (para os 70%) e subiram cinco pontos na média da escrita (67%). O calcanhar de Aquiles nesta prova foi mesmo a gramática, com uma média de 42%, abaixo dos 51% de 2014.

Ainda assim o IAVE considera que “não se verificam oscilações estatisticamente relevantes em relação aos resultados das provas de 2014”.

Em relação à média das duas provas finais, o IAVE frisa que se mantiveram “estáveis quando comparadas com os resultados de anos anteriores”. A português a média subiu ligeiramente de 55% para 58% e a matemática baixou dos 51% para os 48%.