Um avião elétrico E-Fan, do grupo Airbus, cruzou esta sexta-feira o canal da Mancha em 38 minutos, para assinalar a entrada na “nova era elétrica” da aviação, divulgou a companhia na sua página da Internet.

O E-Fan, um bimotor de dois lugares, com 600 quilos e uma velocidade máxima de 220 quilómetros, livre de emissões de carbono, levantou hoje voo em Lydd, no condado de Kent, na Inglaterra e aterrou 38 minutos depois em Calais, França, lê-se no sítio na Internet da Airbus.

“Apesar de estar na cabine, estavam muitas pessoas a voar comigo hoje neste grande sucesso”, disse o piloto Didier Esteyne, acrescentando que o resultado se deve ao “fantástico esforço e paixão” da equipa que se empenhou no objetivo.

Foi dado “um grande passo” que permitirá à companhia “iniciar a produção em série, que levará ao desenvolvimento de aviões elétricos seguros, confiáveis e certificados de acordo com as normas da aeronáutica”, concluiu salientou o chefe da equipa técnica da Airbus, Jean Botti.