Futuro da Grécia

Yanis Varoufakis apoia, mas não vai estar no Parlamento para votar no programa

394

Saiu do cargo há menos de uma semana e voltou ao parlamento na quinta-feira, mas não vai estar para votar no programa do seu ex-Governo. Varoufakis quer passar tempo com a filha que vive na Austrália.

AFP/Getty Images

O antigo ministro das Finanças não estará hoje no Parlamento grego para votar a proposta do Governo que já integrou. Varoufakis explicou no Twitter que apoia completamente a nova proposta de Tsipras e Tsakaloto e submeteu o seu voto através de carta. O economista alegou razões de ordem familiar para não ir ao Parlamento.

O anúncio surgiu no perfil oficial de Yanis Varoufakis no Twitter. Apesar de apoiar totalmente o plano apresentado pelo Governo grego aos credores e aos parlamentares, o antigo ministro das Finanças grego não vai estar no Parlamento, enviando o seu voto favorável por carta. “Eu disse esta manhã aos deputados do Syriza que apoio completamente o ministro das Finanças Tsakalotos na sua luta junto do Eurogrupo, especialmente o plano para a resolução da nossa dívida”, divulgou o próprio.

Varoufakis disse ter preferido ser ele a anunciar a sua ausência, de forma a não criar quaisquer mal-entendidos. Depois de ser questionado nas redes sociais sobre o motivo da sua ausência, o economista justificou-se dizendo que vai passar tempo com a sua filha, que vive na Austrália.

O antigo ministro voltou na quinta-feira ao Parlamento para assumir o lugar de deputado, depois de ter saído do Governo na segunda-feira.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Eleições Europeias

Não há eleições europeias /premium

João Marques de Almeida

O parlamento europeu serve sobretudo para reforçar o poder dos grandes países, cujos partidos dominam os grupos políticos e, principalmente, as comissões parlamentares se fazem as emendas legislativas

Política

O caso Berardo e o regresso a Auschwitz

Luís Filipe Torgal

A psicologia de massas, manipulada pelos novos cénicos «chefes providenciais», vai transfigurando a história em mito, crendo num «admirável mundo novo», depreciando a democracia, diabolizando a Europa

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)