Rádio Observador

Economia

Candidatura de 6,6 milhões de euros para estudos sobre o novo terminal de contentores aprovada

Candidatura de 6,6 milhões de euros para estudos sobre a localização do novo terminal de contentores de Lisboa, no concelho do Barreiro, foi aprovada.

Barreiro, a zona riberinha

António Cotrim/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A candidatura de 6,6 milhões de euros para estudos sobre a localização do novo terminal de contentores de Lisboa, no concelho do Barreiro, foi aprovada, disse neste sábado à Lusa o presidente da autarquia. A candidatura apresentada a Bruxelas, no âmbito do Connecting European Facilities das redes transeuropeias de transportes, recebeu um parecer favorável e os 6,6 milhões de euros vão ter a comparticipação máxima de 50 por cento.

“Esta candidatura destina-se a desenvolver estudos técnicos e o estudo de impacte ambiental, que já têm o concurso aberto, mas também estudos de mobilidade e da atividade portuária. Vai servir também para desenvolver iniciativas de envolvimentos das populações no projeto”, disse à Lusa o presidente da Câmara do Barreiro, Carlos Humberto.

O autarca referiu ainda que vê a aprovação da candidatura como demonstração de que existe apoio da União Europeia à construção do novo terminal de contentores de Lisboa, no Barreiro. “Além do apoio para os estudos, que é importante, esta aprovação tem também muito significado. É um incentivo e também um certo compromisso com o projeto, sendo uma prova de que o mesmo se integra na política portuária da União Europeia”, referiu.

Sobre o concurso internacional para o Estudo de Impacte Ambiental e Estudo Prévio do novo terminal, que está a decorrer, Carlos Humberto referiu que têm existido muitos interessados. “Existem muitas entidades interessadas no concurso, nacionais e internacionais. O estudo de impacte ambiental é determinante, mas tudo indica que o projeto tem viabilidade”, concluiu.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Cooperação económica

De braço dado com Angola

José Manuel Silva

O momento político angolano é propício à criação de laços baseados na reciprocidade e na igualdade de tratamento, sem complexos de nenhuma espécie. A história foi o que foi, o presente está em curso.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)