Nem a ASAE faltou ao NOS Alive. Durante os três dias do festival, a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica realizou mais de 60 inspeções e instaurou sete processos de contraordenação — quatro por venda de bebidas alcoólicas a menores, um por venda de tabaco a menores e dois por falta de requisitos de higiene. Foram ainda identificados onze menores, entre os 14 e 17 anos, por compra de bebidas alcoólicas e tabaco.

Para além da ação de fiscalização realizada no recinto do festival, a ASAE procedeu ainda à instauração de nove processos pela venda de bilhetes online. No mês passado, a Autoridade de Segurança Alimentar deteve cinco indivíduos e apreendeu seis bilhetes, que estavam a ser vendidos na internet por um valor unitário de 250 euros. Cada bilhete custava originalmente 55 euros.

O festival NOS Alive decorreu entre os dias 9 e 11 de julho no Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras. Entre os cabeças de cartaz encontravam-se as bandas Muse, The Prodigy e Disclosure. Os bilhetes para o primeiro dia esgotaram.