Primeiro, foi a norte-americana Serena Williams que conquistou este sábado o seu sexto título em Wimbledon, ao vencer a espanhola Garbine Muguruza. Depois, domingo, foi a vez de Novak Djokovic se tornar campeão pela terceira vez, ao bater o suíço Roger Federer.

O entusiasmo foi tal que, ainda em campo, o sérvio ajoelhou-se, colheu uma pitada de relva, levou-a à boca e comeu-a. Mas, para celebrar, a dupla não se ficou pelos festejos habituais: Serena e Djokovic juntaram-se depois do jantar final do torneio e dançaram ao som de “Night Fever” dos Bee Gees. O resultado foi este:

A dança está a causar furor. O par vencedor abana-se desajeitadamente ao som do ritmo, bate palmas quase ininterruptamente e depois para. Mas a musica continua sem eles. Então, sem querer ficar para trás, Serena e Djokovic voltam a dançar.

Segundo o Guardian, a dupla não está propriamente a dançar. É mais “um tipo de imitação consciente de dança que as pessoas relutantemente fazem nas receções de casamento antes de ficarem bêbadas o suficiente para realmente martelarem alguns movimentos. Serena opta pelo estilo ‘braços-mortos’ com dois passos-para-a-frente e dois-passos-para-trás, adorado pelas tias idosas, enquanto Novak realiza ‘a meio gás’ o que só pode ser descrito como uma interpretação satírica da performance inspirada pelo pico da era de John Travolta.” Uma crítica demolidora. Mas se eles até podem não ter jeito para as pistas de dança, nos courts ninguém os para.