É uma residência para empreendedores. A Casa Startup Lisboa abriu esta segunda-feira para ser o lar de 30 pessoas que queiram lançar um projeto na capital – desde que sejam estrangeiros ou de outras regiões do país. O edifício é uma antiga residência de estudantes que estava desativada e foi cedido pela Câmara Municipal de Lisboa.

“Permite-nos ter uma agenda de atividades: almoços com investidores, jantares com mentores. É suposto ter o ambiente de uma casa, ser familiar”, explica ao Observador João Vasconcelos, diretor executivo da incubadora de empresas Startup Lisboa.

A primeira habitante da casa é Sandra Wolf, uma polaca que está há 10 meses em Portugal a colaborar com a startup Codacy. É ela quem vai gerir a comunidade de empreendedores. Os novos habitantes do edifício vão pagar uma renda “abaixo dos valores do mercado” e as despesas serão divididas.

“Somos a primeira incubadora da Europa com uma residência para empreendedores” avançou João Vasconcelos. As candidaturas estão a decorrer junto da incubadora e só terminam quando as 30 vagas estiverem preenchidas.