Não existe nenhum truque de magia para que um coração partido se recomponha da noite para o dia. E, regra geral, todos os conselhos dados nessas alturas são difíceis de pôr em prática. Mas como chorar pelos cantos ainda não é receita de sucesso, o melhor, ao que parece, é fazer exercício.

O conselho é dado por celebridades, gurus de ioga e até pelo Royal College of Psychiatrists, que defendem que a prática de exercício físico tem o condão de reduzir os sentimentos de tristeza e de raiva, para além de ajudar a dormir, melhorar o humor e a auto-estima, mesmo quando o sentimento de rejeição parece mais forte do que tudo. Ou seja, as endorfinas libertadas durante a atividade física são o medicamento dado pela natureza para o alívio da dor.

A quantidade de exercício recomendado pela Mental Health Foundation (que não se aplica necessariamente a situações de coração partido) é de 30 minutos, cinco vezes por semana. No entanto, com menos tempo também sentirá benefícios. No caso de achar que o seu ex-parceiro não merece nem uma gota do seu suor, o The Guardian sugere outros conselhos que pode seguir:

Parar de visitar a página do seu ex-parceiro no Facebook de cinco em cinco minutos. Um estudo feito com 464 voluntários, maioritariamente estudantes (80% mulheres), concluiu que as pessoas que não conseguem parar de visitar a página de Facebook do “ex” levam mais tempo a recuperar emocionalmente e não conseguem seguir em frente tão facilmente. O melhor que tem a fazer para esquecer um amor que não correu bem é não ter qualquer contacto com ele.

Falar sobre o seu coração partido pode ajudá-lo. Um estudo feito com 210 jovens adultos que tinham passado por uma separação recentemente, descobriu que aqueles que completaram tarefas que obrigavam a que refletissem sobre a sua relação — incluindo falar para um gravador quatro vezes ao longo de nove semanas — recuperaram melhor do que aqueles que só preencheram questionários e não fizeram nenhuma outra atividade. Grace Larson, a autora do estudo publicado na Social Psychology and Personality Science, diz que voltar a pensar em si próprio ajuda bastante. Por isso mesmo o seu estudo procurava fazer com que as pessoas refletissem no que tinham negligenciado em si mesmas durante a relação.

Começar a sair com uma pessoa só para evitar a dor causada pelo fim do relacionamento anterior é, tradicionalmente, considerada uma má opção, uma vez que a pessoa pode procurar um parceiro semelhante, repetir velhos hábitos ou acabar por magoar a pessoa que não tem culpa de nada. Mas estudos mostram que começar uma nova relação rapidamente pode ser bom para a auto-estima e pode ajudar a esquecer o ex-parceiro.

Se este conselho e o do exercício lhe parecem os melhores, o ideal mesmo é conhecer alguém no ginásio.