Sílvio Berlusconi garante que o Presidente russo Vladimir Putin lhe concedeu cidadania russa e um trabalho… como ministro da Economia russa.

“Em Itália, tenho sido posto em segundo plano, mas Putin disse-me que está disposto a dar-me cidadania russa e a confiar-me a gestão do ministério da Economia”, declarou Bersluconi ao jornal italiano La Stampa, garantindo que o ex-primeiro ministro italiano o convidou durante uma festa. “O meu futuro? Tornar-me ministro do meu amigo Putin”, explicou.

Não é novidade a amizade entre o magnata das comunicações italiano e o ex-agente da KGB e atual Presidente russo. Há mais de 10 anos que os dois têm tido vários encontros bilaterais, especialmente em férias. Numa dessas ocasiões, Putin e Berlusconi foram de férias para a mansão de luxo do então ex-primeiro-ministro italiano nas paradisíacas ilhas de Sardenha.

A última visita conhecida de Putin a Berlusconi aconteceu em junho, em que o ex-primeiro-ministro italiano garantiu que o seu partido Forza Italia iria trabalhar para União Europeia retirar as sanções que impôs à Rússia.

A revelação de Berlusconi acontece na sequência de algumas polémicas e batalhas legais – foi recentemente condenado a serviço comunitário por fraude fiscal e por subornar um senador e viu-se envolvido em escândalos sexuais.