Chris Brown, o cantor norte-americano, foi impedido de sair das Filipinas esta quarta-feira tendo sido acusado de fraude pelas autoridades do país. Em questão está um concerto no dia de Ano Novo ao qual Chris Brown terá faltado, ficando alegadamente a dever dinheiro aos organizadores do evento, informa a Time.

O cantor, de 26 anos, preparava-se para se deslocar no seu jato privado para Hong Kong, na quarta-feira, um dia após ter dado um concerto em Manila – a capital filipina –, quando foi detido por ordem do Departamento da Justiça do país. O seu promotor, John Michael Pio Roda também foi impedido de deixar o país.

Esta é apenas mais uma das várias polémicas do cantor, que tem performances marcadas em Hong Kong, Chipre e Indonésia, mas já anunciou no Twitter que o seu concerto em Jacarta, no dia 25 de julho, seria reagendado devido a “questões de segurança”.