A primeira longa-metragem do realizador João Salaviza, “Montanha”, foi selecionada para o próximo Festival Internacional de Cinema de Veneza, na secção Semana da Crítica. A organização anunciou esta quinta-feira os sete filmes selecionados para competir na Semana da Crítica, de 2 a 12 de setembro, onde Salaviza estará ao lado de realizadores como Senem Tuzen (Turquia), Adriano Valerio (Itália) ou Esther May Campbell (Reino Unido).

A Semana da Crítica é uma secção independente do Festival Internacional de Cinema de Veneza, exclusivamente dedicada a revelar primeiras longas-metragens de realizadores de todo o mundo.

Para João Salaviza será a estreia da primeira longa-metragem, finalizada em janeiro deste ano, ao fim de um percurso por curtas-metragens premiadas com a Palma de Ouro em Cannes, para “Arena” (2009), e o Urso de Ouro em Berlim para “Rafa” (2012).

“Montanha” conta a história de David, um jovem de 14 anos que passa por um momento crucial da vida, forçado a crescer rapidamente, sem fortes referências familiares.

A organização do festival descreve o filme de João Salaviza como “uma joia fascinante e poética, na linha da tradição do mais bem-sucedido cinema português contemporâneo”.

Os sete filmes selecionados para a Semana da Crítica de Veneza vão disputar dois galardões: o Leão do Futuro “Luigi De Laurentiis” para uma primeira longa-metragem, no valor de 100 mil dólares (cerca de 91.000 euros), dividido entre realizador e produtor; o Prémio do Público Pietro Barzisa, no valor de 5.000 euros.

Além destes, a FEDEORA – Federation of Film Critics of Europe and the Mediterranean – irá entregar os prémios para Melhor Filme, Melhor Argumento, Melhor Cinematografia, Melhor Ator e Melhor Atriz.

Os sete filmes selecionados para competição, além de “Montanha”, do português João Salaviza, numa coprodução Portugal-França, são: “Ana yurdu”, de Senem Tuzen (uma coprodução Turquia-Grécia), “Banat”, de Adriano Valerio (Itália-Roménia-Bulgária-Macedónia), “Kalo Pothi”, de Min Bahadur Bham (Nepal-França-Alemanha), “Light Years”, de Esther May Campbell (Reino Unido), “The Return”, de Green Zeng (Singapura), “Tanna”, de Martin Butler e Bentley Dean (Austrália-República de Vanuatu).