O secretário de Estado das Comunidades disse hoje à Lusa hoje ter sido informado pela polícia de que foi encontrado um corpo na linha de comboios em Brighton, Inglaterra, frisando não haver a confirmação se será do português desaparecido.

“A polícia dos caminhos de ferro inglesa encontrou ontem [quarta-feira] um corpo e está a averiguar a quem pertencerá. Há indícios de que poderá corresponder ao Diogo, há objetos que podem ser dele, mas podem ter sido roubados”, adiantou à Lusa José Cesário.

José Cesário explicou que estão a decorrer investigações para identificar o corpo encontrado, salientando que há pertences de Diogo Moreira que estavam junto ao corpo, mas que estes podem ter sido roubados.

O governante avançou que o Consulado em Inglaterra está a acompanhar a família do jovem natural de Espinho e que está em permanente contacto com as autoridades.

Entretanto, já hoje os amigos de Diogo Moreira, desparecido há uma semana em Inglaterra, cancelaram as buscas pelo jovem português, após as autoridades terem confirmado a descoberta de um corpo junto à estação ferroviária de Brighton.

“Posso confirmar que o corpo de um homem foi encontrado junto à linha, na estação de Brighton, pelas 12:15 horas de quarta-feira, 22 de julho”, disse um porta-voz da Polícia dos Transportes Britânica à agência Lusa.

Tanto agentes desta força policial, que vigia a rede de transportes, como da polícia do condado de Sussex, estiveram no local.

“Estão a decorrer investigações às circunstâncias em torno da morte do homem, que está a ser tratada como injustificada. Os agentes estão agora a tentar identificar o morto e informar a família”, acrescentou.

O mesmo porta-voz disse não poder adiantar quando será possível confirmar a identidade do corpo encontrado.

Contudo, um amigo de Diogo Moreira escreveu há cerca de uma hora no grupo de Facebook criado para encontrar o português uma mensagem a confirmar que o corpo será do português e que a família agradece os esforços feitos nos últimos dias para o encontrar.

“Um memorial será feito na próxima semana para celebrar a vida desta pessoa fantástica”, escreveu.

Outro amigo que falou com a Lusa em Inglaterra, não quis confirmar a informação, mas disse que era “extremamente possível” que fosse o corpo de Diogo Moreira “devido às circunstâncias”.

Diogo Moreira, de 29 anos, é natural de Espinho e vive no Reino Unido há cerca de seis anos, tendo começado por viver em Cardiff, no País de Gales.

Há cerca de três anos mudou-se para Brighton, onde começou a trabalhar num bar, tendo ingressado em 2014 no primeiro ano de Geologia e Ciência Ambiental na universidade da cidade.

O português não era visto desde 14 de junho, desencadeando uma operação de busca organizada pelos amigos e uma investigação policial.