Pode uma t-shirt perpetuar o sexismo? Os autores de uma petição dizem que sim. Tudo começou quando a marca Target decidiu criar uma peça de roupa feminina com a palavra “Trophy” (em português: troféu) inscrita à frente. Alguns clientes ficaram indignados e apressaram-se a criticar a opção da marca nas redes sociais. No abaixo-assinado, que já conta com mais de 12 mil subscritores, pode ler-se:

A palavra “troféu” é definida na língua inglesa como uma COISA conseguida na guerra, na caça, numa competição, etc; especialmente quando é guardada como um prémio ou outra coisa atribuída depois de uma vitória (…). O que é pior nisto tudo é que o uso desta palavra, quando se faz referência à mulher, encoraja uma ‘cultura de violação’ onde as mulheres são tratadas como meros objetos, a ser usados para o prazer dos homens.

A marca já respondeu e diz não concordar com as conclusões dos clientes. Molly Snyder, responsável da Target, referiu ao USA Today: “Nunca tivemos intenção de ofender ninguém. A t-shirt a que se referem faz parte de uma coleção sobre noivado e casamento e inclui camisolas que dizem “Team Bride” (equipa da noiva) ou “bride” (noiva). É suposto que estas t-shirts sejam divertidas”, concluiu.

A camisola é vendida na zona feminina jovem. Os autores da petição criticam a “falta de noção de responsabilidade” da loja na transmissão de mensagens, precisamente por a t-shirt estar na zona de adolescentes. Dito isto, as reações estão em baixo, mas o melhor é fazer a sua própria avaliação.

https://twitter.com/ImAmandaNelson/status/622383390554243072