Os países membros da Organização Mundial do Comércio (OMC) chegaram a um “acordo decisivo” sobre o comércio de produtos de tecnologias de informação, que representa 1,3 biliões de dólares anuais, indicou a OMC em comunicado.

Os países membros, que representam os principais países exportadores deste tipo de produtos, concordaram “em eliminar os direitos aduaneiros em mais de 200 produtos”.

“O acordo de hoje é um acordo importante”, declarou o diretor-geral da OMC, Roberto Azevedo. “O valor anual do comércio destes produtos é superior a 1,3 biliões de dólares e representa 7% do comércio mundial de bens”, acrescentou.

“Eliminar as tarifas aduaneiras num comércio com esta importância vai ter um enorme impacto e vai encorajar uma baixa de preços (…), vai criar emprego e estimular fortemente o crescimento mundial”, adiantou.

Entre os produtos abrangidos estão sistemas de navegação por GPS, aparelhos médicos como os de ressonância magnética, satélites de telecomunicações e ecrãs tácteis.

O texto vai ser finalizado para ser assinado na próxima conferência ministerial da OMC, prevista para dezembro em Nairobi.