Este mês ficou marcado pela chegada da exploração espacial a Plutão, o planeta mais longínquo do Sistema Solar. A 14 de julho, o pequeno corpo celeste passou de uma simples luz nos confins do sistema para se tornar num planeta anão montanhoso, sem crateras e de território jovem.

Antes de Plutão, as agências espaciais investiram na exploração de todos os outros planetas presentes no Sistema Solar. A NASA levou sondas a Marte – o primeiro planeta a ser fotografado a partir do espaço – há cinquenta anos. Pusemos então os pés na Lua, já em 1969. A partir daí chegámos a Mercúrio e Vénus durante os anos 70. Já no final da década fomos para lá da Cintura de Asteróides e pudemos olhar para Júpiter, Saturno, Úrano, Neptuno e algumas das luas destes planetas gigantes gasosos.

O The Washington Post abriu o álbum de fotografias da NASA e recordou as primeiras imagens dos planetas explorados pelo homem. Depois comparou-as às mais recentes.

Esta quinta-feira foi conhecida a existência de Kepler-452b, um planeta em muito semelhante à Terra.  Quando será possível enviar até lá uma sonda espacial?