O treinador do Sporting, Jorge Jesus, afirmou no domingo que a equipa está a evoluir e a assimilar as suas ideias, referindo que é importante que o grupo comece a “ganhar o hábito de vencer troféus”.

“Sabíamos que hoje [domingo] seria um encontro com maiores dificuldades e estivemos melhor, até porque se assim não fosse não conseguiríamos ganhar ao Crystal Palace, equipa que fez uma grande segunda volta na última temporada. Ganhar é sempre melhor mas ainda temos muitas coisas para crescer”, disse, segundo a página oficial clube.

O técnico mostrou-se satisfeito pela vitória frente ao Crystal Palace (2-0) que levou à conquista da primeira Cape Town Cup, que decorreu na África do Sul.

“Estamos ainda com três semanas de trabalho e há muito tempo de aprendizagem. Ainda assim, ganhar a aprender é positivo. É bom começarmos a ganhar o hábito de vencer troféus”, frisou.

Jorge Jesus defendeu que o grupo ainda tem muito trabalho pela frente para assimilar as suas ideias, apesar de elogiar as melhorias defensivas na partida de domingo, mostrando-se agradado com os desempenhos de Naldo, Paulo Oliveira e Rui Patrício.

“Ainda não somos muito criativos na frente. A equipa tem muito a aprender em relação às minhas ideias. Em termos defensivos estamos mais à frente do que no processo ofensivo”, salientou.

Sobre o primeiro jogo oficial da época, a Supertaça frente ao Benfica a 09 de agosto, o técnico disse que o grupo tem “muito para crescer e melhorar”, afirmando que gostava de ter feito mais jogos de pré-época.

“Devemos tentar crescer mais rápido para disputarmos a primeira competição oficial com o nosso rival. A equipa tem demonstrado progressos, principalmente em termos defensivos. Temos duas semanas para desenvolver o nosso trabalho com qualidade, como temos feito até aqui”, frisou.

Sobre Téo Gutiérrez, o técnico explicou que o avançado colombiano está com “falta de agilidade e de ritmo”.

“Acredito que um jogador que é titular indiscutível da seleção da Colômbia não deixa dúvidas a ninguém”, disse.

A terminar, Jorge Jesus disse ainda que o jovem Gelson Martins tem surpreendido.

“É um jovem com muito para aprender em termos tácitos e desenvolver em termos físicos. Hoje [domingo], por exemplo, ficou de fora em todas as jogadas de contacto. É um miúdo que tem potencial, qualidade e que com o tempo será mais uma afirmação da formação do Sporting”, concluiu.