As receitas médicas em papel vão começar a desaparecer em agosto. As prescrições de medicamentos vão passar a ser introduzidas no cartão de cidadão do utente, avança a SIC Notícias.

No próximo mês, as farmácias já vão estar preparadas para ler o cartão do cidadão – através do leitor próprio – para aceder à receita médica do doente.

Contudo, por vários centros médicos e hospitais ainda não terem sistemas para ler o cartão do cidadão, e por alguns utentes não o possuírem, ainda não há data marcada para o fim definitivo das receitas em papel.

Segundo o Governo, a introdução desta medida será uma forma eficaz para combater a fraude.