Imagine que um jogador espanhol — de nome e estatuto desconhecidos para a maior parte do mundo ocidental — chega a um clube português da 3º divisão (como quem diz Campeonato Nacional de Séniores) a usar uma t-shirt com a cara estampada de Salazar. Uma questão de mau gosto ou mero descuido? Qualquer que fosse a resposta, o mais certo era as redes sociais incendiarem-se e a imprensa nacional mostrar-se indignada com o sentido de moda do jogador.

O cenário proposto é ficção, pelo menos em Portugal. Isto porque o oposto aconteceu precisamente esta quarta-feira por terras espanholas. Coube ao jogador Nuno Silva (ex-Santa Clara) ser apresentado como reforço do Jaen, clube da segunda divisão, com uma t-shirt com a cara de Franco, o homem por detrás de uma longa ditadura que marcou a história política de Espanha.

https://twitter.com/albertortega21/status/626357090282545152

Não demorou muito até que o extremo português de 29 anos fosse atacado nas redes sociais, ofensas que originaram, numa questão de horas, uma resposta oficial. Na página de Facebook do Jaen encontra-se publicado o comunicado do jogador português, através do qual Nuno Silva pede desculpas a quem se sentiu ofendido, esclarecendo ainda que não teve quaisquer intenções políticas:

Dada a controvérsia suscitada pela minha camisola, queria esclarecer que foi adquirida em Portugal há já muito tempo e que, em nenhum momento, tive conhecimento do impacto desta personagem histórica na sociedade espanhola. Vivi em Portugal e em Angola e não conheço grande parte da história de Espanha, pelo que desconhecia completamente o significado de usar esta camisola no vosso país.

O El País escreve que o presidente do clube desportivo, Rafael Teruel Lara, também foi apanhado de surpresa com a situação, uma vez que não estava presente na sala de imprensa aquando da apresentação de Nuno Silva. “Isto fugiu-nos das mãos”, disse, citado pelo jornal espanhol. “Ele é jovem e ninguém lhe tinha contado quem era Franco. Foi um engano. Penso que o jogador comprou a camisola porque gostou dela, não porque tinha [a figura de] Franco.”

À TSF, Nuno Silva chegou a dizer que vestiu a camisola naquela manhã sem pensar muito e que tudo não passou de uma “mera coincidência”. O jogador contou ainda que não fazia ideia de quem era a personagem representada na t-shirt: “História nunca foi o meu forte, a minha professora pode comprovar isso, e não fazia ideia quem estava na t-shirt”. “Gosto da t-shirt, mas não tem significado para mim.”

O certo é que, mesmo sem querer, esta foi uma maneira eficaz de chamar à atenção, com o nome do jogador a ser um dos mais comentados nas últimas horas nos países ibéricos (e não só). Talvez não haja mesmo má publicidade.

E com tanta popularidade, os memes já começaram a surgir:

https://twitter.com/RMSTyL/status/626361765710970880

https://twitter.com/Gortuz/status/626375304060211200