Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Era uma vez uma máquina completamente automatizada, capaz de cantar sem parar algumas das baladas mais populares da década de 1990. Ao contrário do que possa pensar, esta não é uma história de encantar, mas sim o retrato da tecnologia atual.

O artista alemão Martin Backes é o criador do projeto chamado What do machines sing of?, o qual gira em torno de um programa de computador que consegue interpretar este tipo de canções, tradicionalmente carregadas de emoções — a máquina tenta, então, replicar sentimentos humanos adequados aos diferentes momentos de um mesmo single. O comportamento do aparelho quase parece refletir um desejo próprio. Exemplo disso é o seguinte vídeo:

E caso queira comparar:

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR