A taxa de desemprego em Portugal situou-se nos 12,4% em junho, segundo uma primeira estimativa divulgada pelo INE esta quinta-feira. Há um mês, o INE tinha estimado uma taxa de desemprego de 13,2% para maio, taxa que agora corrigiu em forte baixa para 12,4%, mas sem dar explicações e omitindo essa correção no seu comunicado apesar de se tratar da maior correção desde que o INE divulga estimativas mensais. Com estes novos números para o mês passado e com os agora registados, o gabinete de estatísticas diz que tanto os valores da população empregada como desempregada se mantiveram “praticamente inalterados”, quando o valor de 12,4% é o mais baixo dos últimos anos e a primeira vez que o INE o refere.

Portugal não registava uma taxa de desemprego tão baixa, 12,4%, desde julho de 2011.

Segundo os valores provisórios divulgados esta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), em junho de 2015, a estimativa provisória da população empregada foi de 4.492,7 mil pessoas e o número de desempregados terá ascendido em junho para 636,4 mil pessoas. Estes valores são corrigidos de sazonalidade.

Comparando com os valores de junho de 2014, o mês homólogo, registou-se uma diminuição significativa do número de desempregados: havia 741,6 pessoas no desemprego há um ano, agora estima-se que esse número seja de 636,4 mil, ou seja, menos 105,2 mil desempregados. No mesmo período a taxa de desemprego desceu de 14,3% para 12,4%.

A evolução nos últimos quatro anos, desde junho de 2011, da população empregada e desempregada pode ser visualizada num gráfico divulgado também pelo INE:

Screen Shot 2015-07-30 at 12.27.00

“Neste mês, assistiu-se a um aumento na população desempregada de mulheres (5,0%; 15,8 mil) e a uma diminuição da população desempregada de homens (4,5%; 14,5 mil). Tanto a população desempregada jovem, como a de adultos, se mantiveram praticamente inalteradas”, diz o INE.

A taxa de desemprego dos jovens situou-se em 31,6%, tendo aumentado 0,5 pontos percentuais em relação a maio. Já a taxa de desemprego dos adultos situou-se em 11,0%, mantendo-se inalterada em relação ao mês anterior, diz o INE. Estes são valores ajustados sazonalmente e provisórios.

No que respeita a números definitivos, o INE nota que “em maio de 2015, a população desempregada situou-se em 635,1 mil pessoas, tendo diminuído 3,3% face ao mês anterior (21,6 mil), à semelhança do que se tem vindo a observar desde fevereiro de 2015.”

A evolução da taxa de desemprego nos últimos quatro anos pode ser visualizada neste outro gráfico, também divulgado pelo INE:

Screen Shot 2015-07-30 at 12.44.23

No que respeita à taxa de desemprego (valores provisórios) não corrigida de sazonalidade, os responsáveis pelas estatísticas nacionais notam que esta diminuiu em junho para 12,0%, ou seja, menos 0,1% por comparação com maio. “Para a redução mensal referida contribuiu o aumento da população empregada (0,2%; 9,8 mil pessoas) e a diminuição da população desempregada (0,8%; 5,1 mil)”, notou o INE na nota que hoje divulgou.