437kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Osvaldo: apenas bom de bola?

Este artigo tem mais de 5 anos

Johnny Depp do futebol, bad boy, sex symbol. Osvaldo encaixa em todas estas alcunhas. E é adorado por muito mais do que marcar golos. Que é o que é suposto vir fazer no FC Porto.

18 fotos

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Alcunhas não lhe faltam: Johnny Depp do futebol, bad boy, sex symbol. E ele encaixa em todas. Tem ar de pirata das Caraíbas, entre o cabelo e a barba desgrenhada, as pulseiras, anéis, brincos e tatuagens. Tem mau feitio, em campo e fora dele, e já protagonizou alguns episódios de indisciplina que ficaram marcados na sua carreira, na qual soma a passagem por 12 clubes, já contando com o FC Porto. Tem um estilo à Hollywood, meio estrela de cinema meio roqueiro, que causa suspiros que vão muito além da forma como cabeceia ou remata a bola para o fundo das balizas adversárias.

tumblr_m6kmsseiGJ1rz6mu2o1_1280

Produção para a Vogue italiana que partilhou no seu Tumblr

Pablo Daniel Osvaldo, o avançado que o FC Porto contratou para substituir Jackson Martinez, tem 29 anos e dupla nacionalidade. Nasceu na Argentina, mas o seu sangue italiano rapidamente lhe abriu, por essa via, as portas da Europa – e as das seleções italianas (sub-21 e A), que já representou 26 vezes. Antes de se transferir para o Atalanta, em 2006, tinha jogado na Argentina, com as camisolas do Lanús, do Banfield e do Huracán. Mas foi na Roma que deu nas vistas. Tanto que em 2013 o Southampton o contratou por um valor alto para uma equipa inglesa de segunda linha: 17,5 milhões de euros.

O dinheiro, ou a fama, ou ambos, devem-lhe ter subido à cabeça. Envolveu-se em várias confusões, foi suspenso e recambiado para Itália apenas um ano depois, emprestado à Juventus primeiro e ao Inter depois. “Muito do que se fala sobre mim é falso. Algumas coisas são verdade, coisas que não posso negar mas, às vezes, vocês exageram quanto à minha personalidade. Houve coisas que se passaram dentro do balneário mas que não deviam ter passado cá para fora”, justificou-se, ele que chegou a ameaçar os adeptos críticos da Roma: “Posso agarrá-los um por um quando quiserem”.

Mas a coisa também não correu assim tão bem nesse regresso a Itália, daí que no início deste ano tenha voltado à Argentina, e ao Boca Juniors, até este verão o FC Porto lhe ter ido bater à porta.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Chegou esta terça-feira ao aeroporto Sá Carneiro, com o estilo de sempre. O de pirata goleador, que gosta mais de música que de bola, trazendo às costas a inseparável guitarra. É fã dos Pink Floyd e dos Rolling Stones, tendo como lema de vida a letra de “Wild Horses”, a música de Mick Jagger que fala na relação entre a liberdade e a falta de tempo. “Estudo muito guitarra e piano. Não sou amante de futebol. Mal termina o jogo, desligo”, disse em novembro numa entrevista à La Gazzetta dello Sport.

Com uma vida sentimental bem movimentada, e quatro filhos, são várias as relações noticiadas — depois da separação da mulher, Nina Oertlinger, com quem casou em 2006 e se separou em 2013. A última companheira é Jimena Báron, uma das atrizes e cantoras mais conhecidas (e sexy) da Argentina.

Pelo meio namorou também com a modelo Militta Bora, a ex de John Cusack. E já foi eleito por várias revistas, masculinas e femininas, com um dos jogadores mais sexy da atualidade, o que não se cansa de mostrar em todas as suas contas nas redes sociais:

Tumblr:

tumblr_mpfmvcodu51r0s8vro2_250

Twitter:

Captura de ecrã 2015-08-5, às 13.56.36

Facebook:

Captura de ecrã 2015-08-5, às 14.00.05

ou Instagram:

Captura de ecrã 2015-08-5, às 14.02.26

Ah, e também marca golos. Foi para isso que o FC Porto o contratou. Para substituir Jackson Martinez que partiu para o Atlético de Madrid. Estes são os seus dez melhores, numa seleção do Youtube:

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.