O empresário sul-coreano Chung Mong-joon, proprietário do grupo Hyunday e antigo vice-presidente da FIFA, confirmou hoje que vai candidatar-se à presidência do organismo que superintende o futebol mundial.

Depois de em julho ter manifestado a intenção de avançar na corrida à presidência da federação internacional de futebol, Chung Mong-joon convocou uma conferência de imprensa para anunciar que apresentará oficialmente a candidatura a 17 de agosto, em Paris.

O empresário sul-coreano, vice-presidente da FIFA entre 1994 e 2011, vai concorrer ao cargo com o francês Michel Platini, presidente da UEFA, que também já anunciou que será candidato.

“Acredito que eu e Platini somos os principais candidatos e que tenho grandes possibilidades de ganhar. Sempre trabalhei pelo interesse do futebol e da FIFA”, disse Chung Mong-joon, lembrando que foi um grande opositor das políticas de Joseph Blatter, presidente demissionário.

Os candidatos à sucessão de Joseph Blatter, que se demitiu na sequência do escândalo de corrupção que abalou o organismo em maio, devem formalizar as candidaturas até 26 de outubro, precisamente quatro meses antes do ato eleitoral, marcado para 26 de fevereiro de 2016.