Com o calor a apertar, o Daily Mail escolheu os 20 melhores destinos de surf do mundo. Do Hawai à Indonésia, passando pelas ondas gigantes da Nazaré e pelas águas geladas do norte da Irlanda, fique a saber onde pode encontrar as maiores (e as melhores) ondas do mundo:

Nazaré (Portugal)

A fama das ondas da Nazaré já correu o mundo. Com ondas gigantes que podem chegar aos 30 metros de altura, as praias nazarenas recebem regularmente alguns dos melhores surfistas do mundo. Não são aconselháveis aos corações mais fracos.

Mavericks, Califórnia (EUA)

Mavericks, na Califórnia, é um dos destinos de inverno favoritos dos surfistas de ondas gigantes. Com ondas com cerca de 7,6 metros — mas que podem chegar a alcançar facilmente os 24 metros de altura — as praias rochosas de Mavericks são indicadas apenas para verdadeiros especialistas.

Boardmasters Surf Festival, Cornualha (Inglaterra)

O condado da Cornualha, no sul de Inglaterra, recebe todos os anos o Bordmasters Surf Festival, um dos melhores festivais de surf do mundo. Durante quatro dias, a baía de Watergate e a praia de Fistral transformam-se numa “utopia surfista”, como refere o Daily Mail, com boa música, bom ambiente e ondas que podem chegar aos 12 metros de altura.

NEWQUAY, UNITED KINGDOM - AUGUST 06:  A surfer catches a wave as the sun sets on Fistral Beach on the first day of the Boardmasters surf and music festival in Newquay on August 6, 2014 in Cornwall, England. Since 1981, Newquay has been playing host to the Boardmasters surfing competition - which is part of a larger five-day surf, skate and music festival and has become a integral part of the continually popular British surf scene growing from humble beginnings, to one of the biggest events on the British surfing calendar. It now attracts professional surfers from across the globe to compete on the Cornish beach that is seen by many as the birthplace of modern British surfing.  (Photo by Matt Cardy/Getty Images)

O Boardmasters Surf Festival realizou-se pela primeira vez em 1981 (Matt Cardy/Getty Images)

Cloudbreak, Tavarua (Ilhas Fiji)

Na ilha de Tavarua, nas Fiji, os amantes do surf podem encontrar ondas de nove metros, que se formam a cerca de 490 metros da costa. “Reservada apenas para especialistas”, frisa o Daily Mail.

Hawai (Estados Unidos da América)

Enquanto destino de surf, o Hawai é conhecido pelas pipelines, ondas tubulares que podem atingir vários metros de altura. Considerado um dos tipos de onda mais perigosos do mundo, as pipelines do Hawai podem ultrapassar os seis metros de altura.

Uluwatu, Bali (Indonésia)

Localizado na ponta mais ocidental da península de Bukit, em Bali, Ulawatu é considerado o melhor destino de surf da Indonésia. Descoberto em 1972, o local oferece ondas que podem chegar aos seis metros de altura.

Surfers prepare to ride a wave off Uluwatu, in the south of Indonesia's resort island of Bali on June 26, 2015. Surfers are anticipating bigger waves than usual in the coming days off the island and Western Australia due to a storm in the Indian Ocean.  AFP PHOTO / SONNY TUMBELAKA        (Photo credit should read SONNY TUMBELAKA/AFP/Getty Images)

Em Uluwatu, na Indonésia, as ondas podem chegar aos seis metros (SONNY TUMBELAKA/AFP/Getty Images)

Praia de Bundoran, Donegal (Irlanda)

Apesar das águas geladas, a praia de Bundoran, no norte da República da Irlanda, atrai surfistas de todas as partes do mundo. O local, cada vez mais popular, já recebeu três campeonatos europeus de surf. As ondas podem chegar aos 5,5 metros de altura.

Praia de Black, San Diego, Califórnia (EUA)

Todos parecem gostar da praia de Black. As multidões são constantes (principalmente durante os fins de semana), mas as ondas valem a pena — podem chegar aos 4,5 metros de altura. Mas em Black não há apenas surfistas — a praia é conhecida por ser a maior de nudismo dos Estados Unidos da América.

Hossegor (França)

Outrora conhecida como a “capital europeia do surf”, Hossegor, na costa sudoeste da França, oferece ondas que podem chegar aos 4,5 metros de altura.

A surfer enters the water before tribal elder Mati Waiya from the Chumash Nation conducts the dedication ceremony for the iconic Malibu Surfrider Beach to become the first "World Surfing Reserve" (WSR), in Malibu on October 9, 2010. Malibu is California?s definitive pointbreak and one of the world?s first ?perfect waves?, but has struggled with water quality issues in recent years. The WSR program, inspired by UNESCO?s World Heritage Sites, helps the surfing community to identify and preserve it's surfing heritage, raise environmental awareness and issues at important surf breaks.              AFP PHOTO/Mark RALSTON (Photo credit should read MARK RALSTON/AFP/Getty Images)

Surfrider é um dos destinos de surf (e de nudismo) mais famosos dos Estados Unidos da América (MARK RALSTON/AFP/Getty Images)

Praia Surfrider, Malibu, Califórnia (EUA)

A popularidade de Surfrider, na Califórnia, remonta aos anos 60. A fama até tanta que as multidões enchem regularmente a praia. Apesar de ser preciso furar a multidão para conseguir chegar ao mar, as ondas de 3,6 metros de Surfrider valem mesmo a pena. Como refere o Daily Mail, “se conseguir furar a multidão, irá desfrutar de uma herança surfista enquanto o espírito dos Beach Boys desce sobre si”.

Gold Coast (Austrália)

A Gold Coast, situada na costa leste da Austrália, reúne algumas das melhores praias australianas. Bondi, Byron Bay, Superbank ou Surfer’s Paradise — qualquer que seja a praia escolhida, é garantido encontrar algumas das melhores ondas do mundo (com até 3,6 metros de altura).

Baía de Jeffrey (África do Sul)

Conhecida pelos “monstruosos” supertubos, a Baía de Jeffrey, na África do Sul, é um dos destinos de surf mais conhecidos do mundo. Mais recentemente, ficou famosa pelo incidente envolvendo o surfista Mick Faming, atacado por um tubarão branco durante a final do Circuito Mundial de Surf. As ondas podem ultrapassar os três metros de altura.

Kelly Slater of the US rides a wave in round three of the Billabong Pro at Jeffreys Bay in South Africa, 20 July 2003. Slater dominated his heat against Lee Winkler of Australia posting a near perfect 19.50 (out of 20 points) heat tally, the highest of the event to date and his best single heat score of the year, to advance to round four.   AFP PHOTO/Grant ELLIS/Tostee.com/HO  (Photo credit should read GRANT ELLIS/AFP/Getty Images)

A Baía de Jeffrey, na África do Sul, é conhecida pelos supertubos(GRANT ELLIS/AFP/Getty Images)

Roglan (Nova Zelândia)

Whale Bay, Vortex Bay e Manu Bay são três dos destinos obrigatórios em Roglan, na Nova Zelândia. As ondas podem ultrapassar os três metros de altura.

Riyuewan, Sanya, Hainan (China)

Riyuewan, na ilha de Hainan, pode ser o destino ideal para aqueles que gostam de fugir às multidões. Com ondas que variam entre um e três metros de altura, Riyuewan é um local “pitoresco” e sossegado que oferece boas oportunidades de surf tanto para especialistas como para principiantes.

Killer Point, Taghazout (Marrocos)

Descoberto na década de 1960 por um grupo de hippies, Killer Point é considerado um dos melhores destinos de surf de Marrocos. Apesar do nome, o local não tem nada de mortífero — foi assim batizado por causa das baleias assassinas (killer whales) — orcas –, que podem ser vistas ao largo de Taghazout. As ondas podem chegar aos três metros de altura.

Coconuts (Samoa)

Reconhecido como um dos melhores destinos de surf do mundo, Coconuts, em Samoa, oferece ondas com até três metros de altura e 150 metros de comprimento.

Tofino, Ilha de Vancouver (Canadá)

As ondas não ultrapassam os 2,4 metros de altura e a temperatura da água nunca está acima dos 10ºC. Ainda sim, Tofino, na Ilha de Vancouver, merece o destaque por parte do Daily Mail. Afinal de contas, é o único destino de surf do Canadá.

Cloud Nine, Ilha de Siargao (Filipinas)

Cloud Nine, na Ilha de Siargao, é um dos destinos de surf mais conhecidos das Filipinas. Para além da beleza natural do local, o Daily Mail destaca ainda o alojamento barato e a boa comida da ilha filipina. As ondas não ultrapassam os 2,4 metros de altura.

Harley Ingleby of Australia  surfs a wave during an international surfing event at Sri Lanka's eastern coastal resort of Arugam bay on September 4, 2011. With surfers from the UK, USA, Hawaii, Netherlands, South Africa, France, Japan and Brazil the competition aims to promote the country's east, which was once plagued by the Tamil rebellion, as a major tourist attraction. AFP PHOTO/ Ishara S.KODIKARA (Photo credit should read Ishara S.KODIKARA/AFP/Getty Images)

Na Baía de Arugam, as ondas raramente ultrapassam os 2,4 metros de altura (Ishara S. Kodikara/AFP/Getty Images)

Baía de Arugam (Sri Lanka)

O Sri Lanka não é apenas conhecido pelas extensas plantações de chá. O país tem ainda um destino de surf que é cada vez mais popular, localizado na costa ocidental do Sri Lanka. À semelhança de Could Nine, nas Filipinas, as ondas raramente ultrapassam os 2,4 metros de altura.

Praia de Montañita, Montañita (Equador)

É no Equador que fica o último destino da lista realizada pelo Daily Mail. O local, adequado para os mais inexperientes, tem vindo a tornar-se cada vez mais popular, graças à consistência das ondas e aos tubos que aí se formam. A beleza natural do local é também de destacar. No que diz respeito às ondas, estas podem chegar a ter dois metros de altura.