David e Ornella Steiner, um casal francês oriundo da Bourgogne, morreram de desidratação no deserto de Dunas Brancas do Novo México, por não levarem a quantidade recomendada de água durante a viagem. Contudo, o casal terá conseguido salvar o filho de 10 anos ao dar-lhe a maioria da água que levavam: duas garrafas de meio litro para os três. A quantidade recomendada de água por pessoa naquele deserto é de quatro litros, escreve o Telegraph.

O casal foi encontrado morto no deserto do estado norte-americano, onde as temperaturas chegavam aos 38 graus centígrados. Contudo, o seu filho Enzo foi encontrado com vida. Segundo a polícia, os pais teriam dado a Enzo dois golos de água por cada um que bebiam. “Isso pode explicar porque é que ele conseguiu sobreviver, era bastante mais pequeno e provavelmente bebeu o dobro da quantidade de água”, afirmou o xerife Benny Casa.