Rádio Observador

Publicidade

Uma lady na mesa, um homem no escritório? BiC envolve-se em polémica com campanha “pelas mulheres”

354

"Comporte-se como uma mulher e pense como um homem". Esta foi a frase que valeu à marca de canetas BiC uma chuva de críticas na África do Sul.

A BiC tentou explicar que a frase foi retirada de blogues de "mulheres de negócio"

BIC Facebook

A marca de canetas BiC tem sido alvo de críticas após ter divulgado uma imagem para celebrar o dia nacional da mulher na África do Sul. No cartaz, acusado de ser machista, consta a imagem de uma mulher acompanhada pelas seguintes palavras: “Tenha o visual de uma rapariga, comporte-se como uma senhora, pense como um homem e trabalhe como um chefe.”

A imagem, publicada na página de Facebook da BiC da África do Sul, foi recebida com repulsa e altamente criticada. “Porque é que eu tenho de me parecer com uma miúda? Porque é que eu tenho de ver o mundo de uma ‘perspetiva masculina’?”, lê-se num comentário à partilha, publicado no Sunday Times da África do Sul. “A BiC poderia ter usado tantas maneiras para celebrar as mulheres sem as obrigar a viver de uma determinada forma. Estou desapontado”, lê-se noutro comentário.

A BiC tentou justificar-se dizendo que a frase foi retirada de blogues sobre “mulheres de negócio”. A frase servia para “reforçar ao máximo o poder feminino”, sem qualquer intenção de “inferiorizá-las”. A polémica ao redor da publicação foi tanta que ela acabou por ser eliminada. A marca prontamente pediu desculpa pelo “mal-entendido”.

Hi everyone. Let’s start out by saying we’re incredibly sorry for offending everybody - that was never our intention,...

Posted by Bic South Africa on Tuesday, 11 August 2015

Vamos começar por dizer que estamos extremamente arrependidos por vos ter ofendido. Essa nunca foi a nossa intenção e entendemos completamente o que fizemos de errado. O post nunca deveria ter sido publicado. O vosso feedback vai garantir que no futuro isso não aconteça novamente”, escreveu a marca de canetas.

Não é a primeira vez que a BiC se envolve em publicidade polémica. Em 2012, a marca tinha criado uma linha de canetas “para ela”, mais confortável e cor rosa. Até a humorista norte-americana Ellen Degeneres parodiou a ideia.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Trabalho

Ficção coletiva, diz Nadim /premium

Laurinda Alves

Começar reuniões a horas e aprender a dizer mais coisas em menos minutos é uma estratégia que permite inverter a tendência atual para ficarmos mais tempo do que é preciso no local de trabalho.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)