Parece uma febre de verão. Depois de anunciados os divórcios de Ben Affleck e Jennifer Garner e de Gwen Stefani e Gavin Rossdale, é a vez de outro casal mediático enfrentar problemas. Os rumores sobre o fim do casamento de Gisele Bündchen e Tom Brady foram lançados pela revista OK! esta quarta-feira. Acostumada a largar bombas semelhantes no universo das celebridades, a publicação escreve que em causa poderá estar um divórcio milionário, no valor de 460 milhões de dólares.

A ser ou não verdade, o certo é que a notícia corre a imprensa internacional e alimenta-se de muitas especulações, sobretudo aquela em torno de uma fotografia da ama do momento — a jovem de 28 anos que terá tido um caso com Ben Affleck e que, segundo alguns meios, esteve na origem do divórcio dos atores. Christine Ouzounian foi fotografada no jet privado de Affleck a usar os anéis de vencedor de Super Bowl que pertencem a Tom Brady (o jogador de futebol americano é um amigo próximo do ator).

https://instagram.com/p/6SuazLSr5_/

Apesar de o casamento entre a supermodelo e o jogador parecer perfeito — pelo menos a julgar pelas fotografias que ambos colocam nas redes sociais –, tudo poderá não passar de uma fachada bem montada. “As coisas estão tensas há algum tempo”, uma fonte não identificada disse à OK!, revista que faz capa com o rumor em questão. Outro anónimo acrescentou que os dois têm tido os mesmos problemas há anos.

Mas esses relatos parecem contrariar o retrato de família que a supermodelo publicou na sua conta de Instagram há uma semana, onde se pode ler a seguinte legenda referente ao aniversário do marido: “Feliz aniversário, meu amor! Somos muito abençoados por te ter nas nossas vidas. Obrigada por nos dares tanto amor. Amamos-te”.

Os rumores não podiam vir em pior altura, uma vez que Tom Brady está envolvido no escândalo DeflateGate, relacionado com a alegada violação de regras definidas pela NFL. O quarterback foi acusado de esvaziar as bolas usadas em campo e, depois de uma investigação, foi suspenso por quatro jogos (ao todo jogam-se 16 por época regular).

Este verão tem sido marcado pelo divórcio de casais mediáticos, pelo que o Observador já antes escreveu sobre a forma como as celebridades escolhem dar a conhecer o fim das suas relações e sobre os passos que antecedem tais notícias, segundo o guia elaborado pelo Washington Post. Tudo começa quando surgem acusações de traições nos media (seja de uma ou de ambas as partes). Um segundo passo é a existência de um passado que remete para o abuso de substâncias; segue-se a negação de que o casal se vai separar e a ponderação de quando noticiar o divórcio. O último ponto identificado é a utilização de uma declaração padrão.

Ao Observador, o departamento de assessoria de imprensa da agência Glam explicou que as separações e os divórcios são comunicados se o agenciado assim o pretender e que “a informação dada à comunicação social é o mais sucinta possível, apelando sempre à sensibilidade dos meios”. Nestas alturas a maior pressão diz respeito ao “forte assédio da imprensa”, pelo que os relações públicas optam por não alimentar rumores ou especulações e, durante o período de tempo em que a separação ainda é notícia, não fazem quaisquer comentários.