Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os emojis, símbolos utilizados na internet para demonstrar situações ou estados de espírito, são um género de língua paralela nas redes sociais, mas a campanha de Hillary Clinton mostrou que há coisas que não se podem descrever através de carinhas e gestos divertidos. A candidata democrata à presidência dos Estados Unidos pediu aos seus seguidores no Twitter que descrevessem qual é o seu sentimento em relação às dívidas de estudantes… em três (ou menos) emojis.

A resposta não se fez esperar, com muitos utilizadores do Twitter a mostrarem-se indignados com este pedido, já que as dívidas dos estudantes – ou seja, o pagamento dos empréstimos que permitem estudar na universidade – assumem um grande peso nos primeiros anos da vida profissional dos norte-americanos.

https://twitter.com/kim/status/631624150499528704

Alguns utilizadores interrogaram-se sobre se a proposta da conta oficial da democrata era uma brincadeira, enquanto outros questionaram se a resposta acertada faria com que os seus empréstimos diminuíssem. Apesar de a iniciativa não ter tido o efeito pretendido, Hillary queria divulgar o seu plano par combater este tipo de dívidas, propondo um plano com acesso a empréstimo com baixas taxas de juro e bolsas de mérito, de modo a livrar os futuros estudantes norte-americanos dos encargos financeiros de estudar.