Há alguma solução a ser pensada para os emigrantes lesados na queda do BES? Já foi oferecido algum acordo? Qual? Estas são algumas das perguntas enviadas pelos deputados socialistas Paulo Pisco e Pedro Nuno Santos à ministra das Finanças na sequência da manifestação que juntou centenas de emigrantes em Lisboa, junto à sede do Novo Banco. Socialistas dizem que “reina um sentimento de revolta e de desconfiança no sistema financeiro português”.

Os dois deputados do PS enviaram esta quinta-feira várias questões a Maria Luís Albuquerque, de modo a apurar quais as soluções oferecidas aos emigrantes que investiram as suas poupanças no BES e qual a prioridade que este tema tem junto do Banco de Portugal. “O Banco de Portugal admite, em alguma situação, que os emigrantes titulares das contas Poupança Plus, Euro Aforro, Top Renda e EG Premium possam não vir a receber as suas poupanças?”, questionam os socialistas.

“A confiança no sistema bancário português, nomeadamente por parte dos cidadãos portugueses que estão emigrados, dependerá da forma como se responderá a este problema”, avisam ainda os deputados.