Pelo menos 19 pessoas morreram e outras sete ficaram feridas na sequência de uma série de tiroteios na região metropolitana da cidade de São Paulo, no Brasil. De acordo com a Folha de São Paulo, os ataques ocorreram em dez locais diferentes durante a noite de quinta-feira, nas zonas de Osasco, Barueri e Tapevi. Até ao momento, nenhum suspeito foi detido pelas autoridades.

Os ataques, levados a cabo por um grupo de homens armados, tiveram início por volta das 20h30 (00h30 em Lisboa) num bar no Jardim Munhoz Júnior, em Osasco. Quatro pessoas tiveram morte instantânea e outras seis morreram já depois de terem sido socorridas, refere o Globo.

Nas horas seguintes, os tiroteios estenderam-se a outras ruas de Osasco, a Barueri e a Tapevi. Duas das vítimas “estavam sentadas a tomar uma bebida quando um grupo de pessoas saiu de um carro e começou a atirar contra eles”, disse ao Globo Flávio Sabino, sargento da polícia militar de São Paulo. Segundo algumas testemunhas, os ataques terão decorrido até depois das 22h (2h em Lisboa). Os feridos foram levados para o Hospital Municipal de Barueri e para o Hospital Geral de Itapevi.

O número total de mortos foi confirmado na manhã de sexta-feira pelo secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes. “Não descartamos nenhuma hipótese”, referiu o secretário, indicando que o ataque poderá ter tido a participação de um grupo de polícias, lembrando um incidente recente que culminou na morte de um polícia militar e de um guarda civil metropolitano na mesma região. “É uma situação grave e está a ser investigada de forma diferenciada”, acrescentou.

Até ao momento, ainda nenhum suspeito foi detido. O caso está a ser investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa. Desconhece-se qual a relação entre os crimes.