Umoja é uma das muitas vilas no Norte do Quénia, mas há algo que a distingue: está livre de homens há 25 anos. A vila opõe-se a um mundo dominado pelo sexo masculino porque todas as habitantes têm motivos para recear os homens. As residentes são sobreviventes de ataques terríveis por parte da sociedade patriarcal, incluindo violações, casamentos forçados, violência doméstica e mutilação genital.

Desde 1990 que a vila de Umoja, na região de Samburu, oferece uma solução para estas mulheres. Criada graças ao esforço conjunto de 15 quenianas que sobreviveram a violações de soldados britânicos, a comunidade tornou-se um “santuário feminista” para as mulheres africanas. Uma das pioneiras de Umoja, Seita Lengima, explicou ao Guardian que a vila é única no mundo porque “lá fora, as mulheres estão a ser governadas por homens e não conseguem conquistar qualquer mudança” acrescentando que: “As mulheres em Umoja têm liberdade”.

Outra das caraterísticas únicas da comunidade feminista é que as residentes mais experientes educam mulheres e jovens raparigas de outras vilas na região de Samburu sobre problemáticas como o casamento e a mutilação genital. “Se uma rapariga casar muito jovem, não será uma mãe competente.” explica Milka, a diretora da escola da vila, ao detalhar os problemas físicos e psicológicos que as jovens enfrentam quando são obrigadas a ter filhos muito cedo.

Reação Masculina: Os homens não podem ficar muito tempo

A insistência da vila afastar o sexo masculino nem sempre é recebida de forma tranquila. Umoja é frequentemente alvo de ataque e ameaças de homens locais que não estão felizes com a pequena colónia de mulheres emancipadas. Porém, as mulheres não se deixam intimidar e o caráter semi-errante de Umoja permite que as residentes se movimentem pela região de Samburu quando é necessário escapar de grupos mais violentos.

Contudo, Umoja não é completamente contra o sexo-masculino. Os homens são convidados a visitar ocasionalmente, mas não podem ficar muito tempo. Atualmente, Umoja é composta por 247 mulheres e continua a crescer.

https://twitter.com/hexsister/status/632827198710398976