O serviço de Televisão Digital Terrestre (TDT) motivou mais de 11 mil queixas em três anos, com os problemas com o serviço que deveria estar completamente operacional desde abril de 2012 manterem-se e sem resolução à vista, notícia esta terça-feira o Jornal de Notícias.

Num balanço dos três anos da TDT, com críticas de muitos especialistas à mistura, o jornal explica que em algumas partes do país o serviço ainda fica interrompido com o mau tempo, e a promessa de aumentar canais terá ficado pelo caminho.

Por sua vez, o Governo garante que tem transmitido à ANACOM, o regulador das telecomunicações em Portugal, todas as queixas que tem recebido sobre a qualidade do sinal, mas sobre a oferta de canais diz que as mudanças na estrutura acionista da PT levaram a que as conversações fossem interrompidas.

A PT, agora MEO, diz que 98% das queixas recebidas através da associação de defesa do consumir DECO dizem respeito a desajustes de instalação e de equipamento, algo que também detetou na ANACOM.