478kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Suspeito do ataque em Banguecoque captado em vídeo

Este artigo tem mais de 5 anos

Imagens das câmaras de videovigilância mostram um homem a transportar uma mochila junto ao local da explosão e passado algum tempo já sem ela. Neste momento é o suspeito da explosão de segunda-feira.

As autoridades estão a estudar o local do atentado
i

As autoridades estão a estudar o local do atentado

CHRISTOPHE ARCHAMBAULT/AFP/Getty Images

As autoridades estão a estudar o local do atentado

CHRISTOPHE ARCHAMBAULT/AFP/Getty Images

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A polícia tailandesa divulgou as imagens de um suspeito pelo atentado à bomba de segunda-feira em Banguecoque. Nas imagens, captadas pelas câmaras de videovigilância o homem é visto a carregar uma mochila escura próximo do templo e passado algum tempo é captado nas imagens novamente já sem a mochila.

Suspeito_CCTV_Thailand-Bangkok-333447

Imagens do suspeito captadas pelas câmaras de videovigilância e divulgadas pela polícia – CCTV

As autoridades tailandesas ainda não conhecem a identidade do suspeito nem tão pouco se é um cidadão tailandês ou estrangeiro, referiu Somyot Poompanmoung, comissário-geral da polícia, citado pela CNN. Nas imagens era possível ver que o homem vestia uma camisola amarela e usava óculos escuros. Entretanto a polícia continua a analisar as imagens dos últimos 10 dias.

Imagens das câmaras de videovigilância divulgados pelo Telegraph.

O templo, próximo de um centro comercial, é popular entre budistas, hindus e membros sikh da comunidade indiana na Tailândia. No momento da explosão, no final da tarde de segunda-feira – 19 horas (hora local), segundo a CNN -, a área estava cheia de pessoas o que justifica os 20 mortos identificados até ao momento e os cerca de 12o feridos.

Esta manhã (hora de Lisboa), Sansern Kaewkarmnerd, um porta-voz do governo, citado pelo Telegraph, divulgou a nacionalidade das vítimas mortais: cinco tailandeses, dois malaios, dois chineses, dois cidadãos de Hong Kong, um singapurense e oito cuja nacionalidade ainda não é conhecida.

Já esta terça-feira, pelas 13 horas (hora local), terá explodido outra bomba junto a uma estação de comboios, mas sem vítimas.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.