Dark Mode 170kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Suspeito do ataque em Banguecoque captado em vídeo

Imagens das câmaras de videovigilância mostram um homem a transportar uma mochila junto ao local da explosão e passado algum tempo já sem ela. Neste momento é o suspeito da explosão de segunda-feira.

i

As autoridades estão a estudar o local do atentado

CHRISTOPHE ARCHAMBAULT/AFP/Getty Images

As autoridades estão a estudar o local do atentado

CHRISTOPHE ARCHAMBAULT/AFP/Getty Images

A polícia tailandesa divulgou as imagens de um suspeito pelo atentado à bomba de segunda-feira em Banguecoque. Nas imagens, captadas pelas câmaras de videovigilância o homem é visto a carregar uma mochila escura próximo do templo e passado algum tempo é captado nas imagens novamente já sem a mochila.

Suspeito_CCTV_Thailand-Bangkok-333447

Imagens do suspeito captadas pelas câmaras de videovigilância e divulgadas pela polícia – CCTV

As autoridades tailandesas ainda não conhecem a identidade do suspeito nem tão pouco se é um cidadão tailandês ou estrangeiro, referiu Somyot Poompanmoung, comissário-geral da polícia, citado pela CNN. Nas imagens era possível ver que o homem vestia uma camisola amarela e usava óculos escuros. Entretanto a polícia continua a analisar as imagens dos últimos 10 dias.

Imagens das câmaras de videovigilância divulgados pelo Telegraph.

O templo, próximo de um centro comercial, é popular entre budistas, hindus e membros sikh da comunidade indiana na Tailândia. No momento da explosão, no final da tarde de segunda-feira – 19 horas (hora local), segundo a CNN -, a área estava cheia de pessoas o que justifica os 20 mortos identificados até ao momento e os cerca de 12o feridos.

Esta manhã (hora de Lisboa), Sansern Kaewkarmnerd, um porta-voz do governo, citado pelo Telegraph, divulgou a nacionalidade das vítimas mortais: cinco tailandeses, dois malaios, dois chineses, dois cidadãos de Hong Kong, um singapurense e oito cuja nacionalidade ainda não é conhecida.

Já esta terça-feira, pelas 13 horas (hora local), terá explodido outra bomba junto a uma estação de comboios, mas sem vítimas.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.