Um homem, de 54 anos, morreu nesta quinta-feira vítima de um acidente de trabalho nas obras da futura Autoestrada 26 (A26), entre Sines e Beja, atingido por uma retroescavadora que capotou, informou a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT).

O subdiretor da Unidade Local do Litoral e Baixo Alentejo da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), Carlos Graça, explicou que o acidente de trabalho mortal aconteceu entre Figueira dos Cavaleiros e Santa Margarida do Sado, no concelho de Ferreira do Alentejo.

O trabalhador, acrescentou, encontrava-se no interior de uma “caixa técnica onde passam condutas de escoamento de água” quando foi atingido pela retroescavadora. “As obras nesse troço da A26 foram retomadas e, hoje, uma retroescavadora estava a realizar uma manobra para colocar uma tampa nessa caixa técnica”, referiu Carlos Graça. Contudo, a retroescavadora “deslizou e atingiu mortalmente o trabalhador”.

Segundo a mesma fonte, a ACT abriu um inquérito para averiguar as circunstâncias do acidente, encontrando-se já no local os inspetores. Em declarações à agência Lusa, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja explicou que o alerta para o acidente de trabalho, ocorrido na zona do entroncamento da Malhada Velha, foi dado aos bombeiros às 09h46.

Para o local foram mobilizados seis veículos e 14 operacionais, incluindo meios dos bombeiros, da GNR e do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).