Os resultados líquidos da Sonae Investimentos fixaram-se em 31 milhões de euros no primeiro semestre, mais oito milhões do que no mesmo período de 2014, informou a empresa que agrega a área do retalho do grupo Sonae.

Segundo o relatório e contas do primeiro até ao final de junho enviado hoje à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Sonae Investimentos informa que aumentou os resultados líquidos consolidados de 23 milhões de euros no primeiro semestre de 2014 para 31 milhões de euros no primeiro semestre deste ano, uma subida de 34,7%.

Também o EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) subiu 13% face ao semestre anterior (mais 18 milhões), para os 161 milhões de euros nos primeiros seis meses deste ano.

No primeiro semestre, o volume de negócios consolidado da Sonae Investimentos totalizou 2.251 milhões de euros, o que corresponde a um acréscimo de 1% face ao verificado no período homólogo do ano anterior.

“O resultado operacional (EBIT) aumento para os 79 milhões de euros no período, um aumento de 18 milhões de euros quando comparado com os primeiros seis meses de 2014”, avança a Sonae Investimentos.

A empresa acrescenta ainda que “esta performance resulta assim numa margem de resultados operacionais de 3,5% do volume de negócios, aumentando em 0,8 pontos percentuais em relação ao ano passado”.