O jamaicano Usain Bolt revalidou hoje o título de campeão do mundo na prova de 100 metros, em Pequim, onde correu a distância em 9,79 segundos, impondo-se ao norte-americano Justin Gatlin, segundo, com 9,80.

O bicampeão olímpico nos 100, 200 e 4×100 metros, de 29 anos, revalidou o título mundial nos 100, repetindo os êxitos de 2009 e 2013, batendo Gatlin, de 33, que tentava recuperar o ‘cetro’ alcançado em 2005, depois de ter chegado à medalha de ouro em Atenas2004.

A terceira posição foi repartida pelo norte-americano Trayvon Bromell e pelo canadiano Andre de Grasse, ambos com 9,92 segundos.

Usain Bolt torna-se assim no atleta com mais medalhas de ouro na história dos Mundiais: soma nove títulos de campeão.

Aos 29 anos, já conquistou 11 medalhas em mundiais, e pode ainda aumentar a contagem em Pequim, onde vai participar na prova dos 200 metros e dos 4x100m estafetas. Superou o norte-americano Carl Lewis, com o qual estava empatado, tanto em número de medalhas, como de vitórias.

Michael Johnson, grande figura dos 200 e 400 metros na década de 1990, também conquistou o metal mais desejado por oito vezes, mas não conseguiu nenhuma medalha de prata e de bronze.

Bolt, que já subiu também por seis vezes ao lugar mais alto do pódio em Jogos Olímpicos, podia ainda ter mais uma medalha, não fosse a desqualificação por falsa partida nos Mundiais de 2011, em Daegu, na Coreia do Sul, na final dos 100 metros, vencida na altura pelo compatriota Yohan Blake