Foram encontrados esta quarta-feira 50 migrantes mortos num barco ao largo da costa da Líbia, informou a guarda-costeira italiana, que realizava uma operação de resgate. Outras 430 pessoas foram resgatadas com vida. Segundo uma porta-voz da guarda-costeira italiana, nesta quarta-feira foram recebidos vários telefonemas de socorro para ajudar pelo menos dez navios em dificuldade.

De acordo com a agência Reuters, já foram concluídas cinco operações de salvamento, mas várias outras ainda estão a decorrer. Os pedidos de ajuda foram todos sobre barcos localizados num raio de 50 quilómetros ao longo da costa da Líbia.

A porta-voz italiana já fez saber que um navio sueco ligado à agência de controlo de fronteiras da União Europeia saiu em ajuda do barco, acabando por encontrar os 50 corpos sem vida.

As autoridades europeias estão a encarara a situação dos migrantes como “para lá de urgente”, com os números a falarem por si: segundo as Nações Unidas perto de 250 mil migrantes já chegaram à Europa por barco só este ano, e mais de dois mil morreram durante a travessia.