Dark Mode 169kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Jornalista e repórter de imagem mortos durante entrevista em direto. Atirador morreu

Uma jornalista e um repórter de imagem foram mortos quando estavam a realizar uma entrevista em direto, na Virgínia. A entrevistada também foi alvejada. Atirador morreu.

Era uma entrevista em direto, feita por uma jornalista e um repórter de imagem do canal WDBJ7, do Estado de Virgínia, nos Estados Unidos, a Vicky Gardner, presidente da Câmara de Comércio da Região de Smith Mountain Lake.

De repente, há um tiroteio e a jornalista e o repórter de imagem são alvejados e morrem. O canal de televisão divulgou a informação quando teve a confirmação da morte de Alison Parker, de 24 anos, e Adam Ward, 27 anos.

A entrevistada também foi alvejada nas costas, segundo confirmou Barb Nocera, porta-voz da Câmara de Comércio. Nessa nota é referido que Vicky Gardner foi submetida a uma cirurgia.

https://twitter.com/SkyNews/status/636567782973403137

O suspeito, entretanto identificado pelas autoridades locais como sendo Vester Lee Flanagan, tentou suicidar-se, segundo avançou a Sky News. Veio a morrer já no hospital, indica o The Guardian.

De acordo cm a CNN, já passava das 11h30 quando a polícia estatal encontrou o suspeito do crime num Ford Mustang na estrada interestatal 66. Com as luzes de emergência ligadas, a polícia seguiu o homem, mas ele não obedeceu às ordens de paragem. Acabou por se despistar e foi então que a polícia o conseguiu encontrar, com um ferimento por bala. Foi transportado para o hospital ainda com vida.

Flanagan, como já havia sido noticiado, trabalhou para a WDBJ7, mas sob outro nome: Bryce Williams. O homicida utilizou a sua conta no Twitter para partilhar vídeos do homicídio. A conta foi entretanto suspensa.

Williams terá publicado, por volta das 11h00 locais, mensagens como “A Alison [jornalista assassinada] fez comentários racistas” ou “Será que vai ser despedida depois disso?”. A revelação de que ele era o homicida veio depois, também no Twitter: “Eu filmei o tiroteio. Vejam no Facebook”.

O momento dos disparos ficou registado neste vídeo, que pode ferir susceptibilidades, por ter conteúdo violento.

https://www.youtube.com/watch?v=YPzYuilPpFo

O próprio atirador também filmou o momento. Pode ver o vídeo neste link, mas recordamos que as imagens podem ser chocantes para as pessoas mais sensíveis.

O tiroteio aconteceu por volta das 06h45 locais.

O diretor-geral da estação WDBJ foi a antena lamentar a perda, acrescentado que o atirador  terá disparado seis vezes sobre as vítimas, e que a noiva de Adam Ward, o repórter de imagem, estaria régie, a dirigir o direito, quando viu Ward ser abatido. Nesta altura ainda não era conhecido o atirador. “Não sabemos qual foi o motivo. Nem sabemos quem é o assassino. O que sabemos é que a polícia de Franklin County está a trabalhar no sentido de descobrir quem é o responsável por este crime terrível sobre dois jornalista bons”, explicou Jeff Marks. “Os nossos corações estão destroçados. Há por toda a emissora gente em lágrimas, muitos abraços.”

Our thoughts are with our WDBJ7 family at this time. A statement from General Manager Jeffrey Marks: http://cbsn.ws/1MTOXTi

Posted by CBS This Morning on Quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.