Norte

Os Linda Martini estão a trabalhar no novo álbum, mas nem por isso deixam de dar concertos. O próximo é em Braga, esta sexta-feira, às 22h00, com os bilhetes a custarem oito euros. E até já há canções novas para escutar.

Também em Braga, mas com menos eletricidade nos instrumentos, começa o Festival de Música Tradicional. O palco vai ficar instalado até domingo na Avenida Central e por lá vão passar os grupos Caminhos de Romaria, Canto D’Aqui, Origem Tradicional, e Celina da Piedade. Os concertos começam sempre às 21h30 e o acesso é gratuito.

Quem decidir fazer um passeio pelo Gerês vai encontrar, para além de paisagens únicas, cascatas e passeios a cavalo, tradição e folclore. A “Feira à Moda Antiga” junta vários produtores e expositores de produtos tradicionais e locais. A animação do evento será também tradicional, com atuações de ranchos folclóricos do concelho de Terras de Bouro.

A moda das hamburguerias não só não passou como continua a mostrar a sua força. Prova disso é o nascimento do Hum!burguer, o primeiro festival de hambúrgueres do Porto, que vai estar instalado n0 Jardim de São Lázaro entre sexta-feira e domingo, das 12h00 à 01h00. Os participantes são os restaurantes Baixa Burguer, o Dona Maria Pregaria, o Munchie, o NY Sliders, o Prego da Baixa, a Real Hamburgueria, a Tasquinha do Caco e o Vira Lata Petiscos do Mundo. Depois de cada hambúrguer comido, os visitantes vão poder classificar o que comeram. Já com os votos contados, será possível descobrir qual é o “Hambúrguer do Ano”. O acesso é livre.

baixa-burguer_770x433_acf_cropped

Para além dos hambúrgueres, no “Hum!Burguer” haverá concertos, DJ sets e uma edição especial do Pink Market. ©Divulgação

Depois das Porto Sunday Sessions ao domingo, das Lazy Sessions aos sábados e do Pôr do Sol nas Virtudes às sextas-feiras, há mais uma proposta para os fins de tarde na Invicta. Esta sexta-feira nasce a Cordoaria Sunset Party, que oferece música, cocktails e petiscos no Jardim da Cordoaria, todas as sextas-feiras das 18h00 às 00h00 e sábados das 16h00 às 00h00, até 12 de setembro. O acesso é livre.

Centro

A vila do Luso, na Mealhada, está em festa durante os meses de verão. Para a tarde de domingo sugerimos um evento para os mais novos, “D. Florenceanes e o Trono“, um espetáculo de teatro de marionetas. Para ver gratuitamente às 16h30, no Palco da Alameda.

Na Figueira da Foz não há um só um espetáculo para os mas novos, mas todo um programa. O Kids Festival vai estar na Praia do Relógio este domingo, a partir das 18h00, a fazer as delícias da pequenada. A entrada é livre.

As Invasões Francesas são o mote do Festival Novas Invasões, que começa esta quinta-feira em Torres Vedras. Até domingo, diversos espaços públicos da cidade acolhem espetáculos musicais, performances, “jantares com História”, um mercado oitocentista, um acampamento militar (montado no Castelo) outras experiências que vão permitir “reviver o início do século XIX e, simultaneamente, ligar-nos aos nossos dias”, promete a organização. O acesso é livre.

A cidade de Lamego também vai ser invadida, não por memórias francesas, mas por muita música. Tudo por causa do ZigurFest, onde atuam, entre sexta-feira e sábado, nomes como JP Simões, Cave Story, Plus Ultra, Mandíbulas, Big Red Panda e Batsaykhan Tuul. Os bilhetes estão à venda no Teatro Ribeiro Conceição e têm um preço de três euros (bilhete diário) ou cinco euros (passe). Os concertos na rua da Olaria são gratuitos.

Sul

Música nacional e internacional, uma renovada feira de artesanato e gastronomia, zona de acampamento gratuito e palco after hours para quem gosta de dançar até de madrugada. São estes os trunfos do Festival do Crato, que anima a vila alentejana com o mesmo nome entre 26 e 29 de agosto. Para atuar na 31.ª edição do evento foram convidados artistas de diferentes estilos, como Guano Apes, Tom Odell, James Arthur, Linda Martini, Carminho, Marcelo D2  e Soja. E quanto custa o passe para aceder a estes quatro dias de festa? 24 euros. É aproveitar.

O primeiro volume da trilogia “As Mil e Uma Noites“, de Miguel Gomes, estreia em 16 cinemas portugueses esta quinta-feira. O filme, que estreou com elogios na Quinzena dos Realizadores de Cannes, está dividido em três volumes, “O Inquieto”, “O Desolado” e “O Encantado”, e tem a duração total de seis horas. Daí que se tenha optado por estrear o primeiro volume agora, o segundo em setembro e o terceiro em outubro. Mas quem não quer esperar vai poder ver todas as histórias de “As Mil e Uma Noites” este fim de semana. Tudo graças ao Cinema Ideal, em Lisboa, que, para além de exibir diariamente “O Inquieto” (leia a crítica) às 15h45, 19h30 e 21h45, vai fazer a antestreia de “O Desolado” no sábado, às 19h30, e de “O Encantado” no domingo, à mesma hora. Se não quer mesmo esperar, o melhor é reservar os bilhetes o mais depressa possível.

[jwplatform ufUN9YOJ]

Sexta-feira forte na lisboeta Lux Frágil. À cabeça encontramos Fairmont, canadiano que cresceu com o indie rock de Toronto e que viveu na cidade que muitos consideram a capital da música eletrónica, Berlim. Vai atuar em formato live (eis uma amostra). Na mesma noite, no mesmo formato e também chegado do Canadá temos Sid Le Rock. Undo e SwitchSt(d)ance completam o cartaz.

O Lisboa na Rua continua a oferecer cultura a quem a queira aproveitar, o difícil é escolher. Inserido no ciclo de cinema Fitas na Rua, por exemplo, vai ser exibido no Largo Agostinho da Silva, sábado às 22h00, o filme “Aqui, em Lisboa“, feito a convite do IndieLisboa pelos realizadores Denis Côté, Dominga Sotomayor, Gabriel Abrantes e Marie Losier. Também no sábado, mas às 21h30, no Largo do Teatro São Carlos, vai ouvir-se a voz da fadista Kátia Guerreiro, em mais um momento do ciclo Sou do Fado. Atenção também ao Festival internacional de videoarte de Lisboa FUSO, que começou na quarta-feira e que, até domingo, mostra projeções artísticas nos jardins e claustros de vários museus. Tudo com acesso gratuito.

Até há meia dúzia de anos, “ir ao chinês” era um clássico. Mas os restaurantes chineses começaram a ser suplantados por outras tendências, como restaurantes de sushi, tabernas de tapas ou hamburguerias. É hora de voltar a dar uma oportunidade a esta cozinha oriental, porque o grupo The Old House, que detém 30 restaurantes na China, escolheu Lisboa para a sua primeira internacionalização. Aqui, o menu é genuíno. Não há crepes nem arroz chau-chau e os sabores picantes estão em maioria. O vice-primeiro-ministro Paulo Portas e o embaixador da República Popular da China estiveram lado a lado na inauguração do espaço, situado na Rua da Pimenta, no Parque das Nações. Mas isso não quer dizer que o espaço seja elitista. Por 20 euros, é possível fazer uma boa refeição.

aura festival

O Aura Festival vai mostrar Sintra com outras luzes e cores. ©www.facebook.com/aurafestival2015

Nunca faltam motivos para visitar Sintra e este fim de semana há mais um: o Aura Festival. Trata-se de um evento noturno, gratuito, que, sob o tema “Paisagens de Luz”, promete transfigurar as noites de Sintra, através de instalações-luz, vídeo mapping, performances e vídeoarte. Os trabalhos de 20 artistas, alguns deles interativos, podem ser vistos entre quinta-feira e domingo, das 20h30 às 00h30, num agradável percurso entre o MU.SA — Museu das Artes de Sintra e o Largo Rainha Dona Amélia (Palácio Nacional de Sintra). O acesso é gratuito.

Chegou a noite em que os tons morenos do sol mais se destacam nos tons claros das roupas. A cidade algarvia de Loulé vai viver a sua Noite Branca este sábado, a partir das 19h30. As lojas ficam abertas até mais tarde, há comida e bebida a circular e várias performances de rua para que os olhos não passem fome. Quanto aos ouvidos, a música vai estar por conta de Expensive Soul, Capicua, Mia Rose, Marta Ren, White Haus e Da Chick. O acesso, claro, é livre.

Açores

A primeira Super Lua do ano acontece no sábado, quando o satélite natural da Terra, em fase de Lua cheia, parece maior do que o habitual quando está próximo do horizonte. Para assinalar o momento bonito, o Observatório Astronómico de Santana, nos Açores, propõe na véspera um banho de lua na Praia das Milícias, entre as 21h00 e as 23h00, complementado por uma observação astronómica. A iniciativa tem entrada livre.