De Estocolmo para Hollywood, voou uma estrela. Ingrid Bergaman nascia neste dia há 100 anos para marcar a história do cinema. Queria ser atriz para combater a timidez, porque “se sentia melhor quando era outra pessoa”, lembra o El País.

O Bio chama-lhe a “anti-estrela” que não queria passar horas a maquilhar-se ou a escolher o vestido perfeito, que preferia conduzir pela sua mão e dispensava a limusine. Será a eterna protagonista do filme Casablanca, de 1942. Antes disso participou em Intermezzo (1936),  Intermezzo: Uma História de Amor (1939) e Uma Noite em Junho (1940). Seguiram-se Por Quem os Sinos Dobram (1943),  À Meia Luz (1944) e Quando Fala o Coração (1945).

É ainda uma das atrizes que ganhou mais óscares, só ultrapassada por Katharine Hepburn. Morreu em 1982, aos 67 anos.

Veja a fotogaleria em cima que celebra os 100 anos da atriz.