“Uma inspiração contínua.” É desta forma que Daniela Melo Oliveira, farmacêutica, Tiago Ribeiro, criativo publicitário, e Inês Marcelo, arquiteta e fotógrafa, caraterizam o Instagram. No ano passado, decidiram que esta sensação, comum a tantos outros utilizadores, devia ter um novo capítulo: ser materializada.

Criaram assim a OH!Mag, uma revista que reúne histórias de instagramers e da forma como estes incluem a fotografia no seu modo de vida.

“Queremos mostrar que o Instagram é muito mais do que uma rede social para vermos o que os nossos amigos andam a fazer ou a comer. O Instagram é, para muita gente, um escape criativo à rotina. [Esta revista] dirige-se principalmente a todos aqueles apaixonados por criar, sejam eles instagramers, fotógrafos, designers, ilustradores, arquitetos, atores ou outra coisa qualquer, criadores a full-time ou pós-laborais”, contam ao Observador.

O processo de seleção de conteúdos baseia-se na procura de fotografias de instagramers que os autores seguem há anos, bem como de outros que descobrem e apelidam de “novos talentos”. A esta pesquisa adicionam a hashtag #oh_mag, que nesta altura conta com 2.500 fotografias, possíveis candidatas a publicação. Apenas um estilo não é incluído nas pesquisas e não faz parte das suas escolhas: selfies.

oh mag

O número zero foi lançado em agosto.

Depois de se deixarem inspirar pelas fotografias, Daniela, Inês e Tiago conversam com os autores, conhecem as suas histórias e em vez de lhes fazerem repost, contam-nas nas páginas da OH!Mag, aos leitores.

O Instagram na estante lá de casa

Mas porquê trazer um conceito digital para o papel, num mundo cada vez mais tecnológico? Daniela, Inês e Tiago respondem, simplesmente: “[Porque] não somos os velhos do Restelo. Existe um certo charme e uma valorização de algo que é criado tradicionalmente.” Por esta razão, um dos objetivos da equipa é que a OH!Mag seja “um artigo de colecionador”.

“Ninguém tem uma coleção de mp3 nem de e-books, mas quando entramos em casa de alguém e vemos uma estante enorme de livros ou de discos de vinil, ficamos maravilhados. Queremos que as pessoas sintam o mesmo ao comprarem a sua primeira OH!Mag: que sintam vontade de ter outra, outra e mais outra. Por isso, damos atenção ao detalhe, ao toque, ao cheiro, à imagem. Tudo foi pensado ao pormenor.”

O próximo desafio dos autores é colocar a revista — publicada em inglês e português — nas lojas, em Portugal, Espanha e Alemanha. Por agora, a OH!Mag pode ser adquirida através de requisição online, sendo o envio feito por correio. O preço de capa são 17€ mais portes de envio.

Com periodicidade trimestral, a próxima edição está agendada para dezembro. Na galeria de imagens inicial pode já espreitar algumas das fotografias que fazem parte do primeiro número.