O Banco Popular Portugal teve lucros de quase 32 milhões de euros na primeira metade deste ano, um resultado bastante melhor do que o registado no período homólogo em que teve um resultado líquido de 1,2 milhões de euros.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a instituição informa que, no final de junho deste ano, “o ativo líquido do Banco Popular ascendia a 8,2 mil milhões de euros, tendo neste período obtido um resultado líquido de cerca de 32 milhões de euros”.

O banco justifica este resultado líquido sobretudo com “a rubrica outros resultados de exploração, em cerca de 45 milhões de euros, resultante da alienação da unidade de negócio responsável pela gestão de ativos imobiliários e de exposições creditícias de clientes associadas ao setor imobiliário”.

No primeiro semestre de 2015, o Banco Popular Portugal apresentava capitais próprios no montante de 720.478 mil euros e geria mais de 9,2 mil milhões de euros de ativos totais, de acordo com a informação prestada ao regulador do mercado.

O banco, que conta com uma rede de 169 agências de 1.296 trabalhadores, registou uma margem financeira de 60,4 milhões de euros até junho, uma queda de 2,7% face ao mesmo semestre de 2014, devido à “redução superior a 20% nos juros e rendimentos similares, e a redução de mais de 35% nos juros e encargos similares”.